GNA Christians advised not to be complacent about Covid-19 MAP Egypte: des nouveaux « trésors » archéologiques dévoilés au public GNA GES Director assure parents of children safety in school GNA La Pleasure Beach priorities safety protocols as revelers visit GNA FDA destroys unwholesome goods in Cape Coast GNA Total disregard for Covid-19 Safety Protocols at various Markets GNA Ghanaian Ahmadis to benefit from new terrestrial TV Channel GNA Noguchi Memorial Institute investigates alleged falsification of COVID-19 test results GNA Commuters still adamant to observing covid-19 protocols ACP CHAN/Cameroun : 4 Joueurs des Léopards testés positifs au coronavirus

Saúde pública/Acobes exorta Governo a tomar medidas de prevenção contra gripe aviária


  13 Janvier      19        Société (27366),

   

Bissau, 13 Jan 21 (ANG) – A Associação de Consumidores de Bens e Serviços (ACOBES) da Guiné-Bissau exortou hoje o governo a tomar todas as medidas necessárias para impedir que a  gripe aviaria, que já ataca  na República vizinha de Senegal, chegue ao território nacional.

Em entrevista exclusiva à Agência de Notícias da Guiné (ANG), o Secretário Geral da ACOBES, Bambo Sanhá disse que a denúncia foi feita através de redes sociais e dos seus técnicos que se encontram no  Senegal.

“A Guiné-Bissau tem fronteira com o Senegal e  ambos realizam  importações de produtos alimentícios nas duas fronteiras. É neste sentido que viemos alertar as autoridades competentes, no sentido de tomarem medidas de controlo para não permitir a entrada de produtos congelados no território nacional sem serem examinados pela equipa da veterinária”, disse Bambo Sanhá.

Acrescentou  que a sua Instituição já entrou em contacto com a Direcção Geral de Pecuária, e que foram informados que, através de Organização Mundial de Saúde Animal, a situação  não foi oficializada pelo Senegal, a fim de ser publicado no “Site” da referida Organização, como habitualmente tem sido feita, para impossibilitar  a sua propagação.

“Espero que as autoridades competentes vão continuar a trabalhar no sentido de apurar a veracidade dos factos através do Senegal, como forma de prevenir os seus cidadãos do consumo de frangos contaminados”, referiu.

Para o Secretário-geral da ACOBES, a Guiné-Bissau precisa construir um matadouro e um laboratório capaz de  examinar todos os produtos alimentícios que entram no mercado
,  a fim de poderem confirmar  se os produtos se encontram em boas condições para consumo humano.

“O governo deve também acionar mecanismos para pôr fim à práticas de abates clandestinos de gados verificados em quase todo o território nacional, porque constituem um grande perigo à Nação. As pessoas  que praticam estes actos não têm a noção de que um animal abatido sem ser examinado pela Veterinária pode causar problemas de saúde à muitas pessoas, se  o animal é portador de alguma doença perigosa”, sustentou Bambo Sanhá. A

Dans la même catégorie