AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020: Routes, écoles et commerces fermés à M’Bahiakro AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020: Le processus électoral à l’arrêt à M’Bahiakro AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le mode opératoire du scrutin présidentiel expliqué à la population de Bondoukou GNA Council for Independent Churches confident of peaceful elections ANP Niger : La CENI renforce les capacités des responsables de ses Commissions déconcentrées AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le ministère de l’Intérieur sensibilise sur la CMU à Ferkessedougou AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020: Le RHDP lance sa campagne dans le calme à Port-Bouët AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020 : Siandou Fofana et Abdourahmane Cissé en synergie pour la victoire du RHDP ACAP Des journalistes sportifs centrafricains en session de formation ACAP Clôture à Bangui de l’atelier de vulgarisation sur la violence et harcèlement dans le monde du travail

Saúde/Anaprofarm louva iniciativa do Governo de lançar concurso para mais um grossista de venda de medicamentos


  15 Octobre      13        Société (23890),

   

Bissau,15 Out.20(ANG) – O secretário-geral da Associação Nacional de Proprietários das Farmácias(Anaprofarm), congratula-se com a decisão do Governo  de lançar um concurso internacional para admissão de mais uma empresa grossista de venda e importação de medicamentos.

Contactado pela ANG para falar sobre a pertinência ou não de admissão de mais um grossista de venda de medicamentos no país, o secretário-geral e porta-voz da Associação Nacional dos Proprietários da Farmácias da Guiné-Bissau(Anaprofarm), declarou que louva a decisão do Governo nesse sentido.

Ahmed Akhdar salientou que a referida decisão foi tomada na  sequência de várias denúncias feitas pela Anaprofarm em relação a incapacidade das duas empresas grossistas de medicamentos neste caso, a Guifarma e a Saluspharma, de abastecer o mercado nacional.

“A Guifarma foi atribuída a licença de grossista mas  nunca chegou de funcionar para o efeito enquanto que a Saluspharma só funciona apenas em 25 por cento, o que colocou, muitas vezes, o país na situação de rotura de medicamentos””, explicou.

Ahmed Akhdar , proprietário da Farmacia Moçambique, felicita o Governo pela iniciativa de lançar um concurso para uma nova empresa de venda a grosso de medicamentos, mas defende a entrada de mais empresas  para esse efeito no sector.

 “Queremos uma empresa forte e de preferência um multinacional com larga experiència no sector e que terá  capacidades logísticas de abastecer todas as localidade do país com medicamentos através dos seus respetivos  sucursais a serem criados em diferentes regiões.

O secretário-geral da Anaprofarm sublinhou ainda que a futura empresa a assumir a  venda em grosso de medicamentos deve dispor de depósitos de medicamentos e câmaras frigoríficas de conservação das vacinas em todas a localidades do país.

O Governo anúnciou no dia 06 de Outubro o lançamento de um concurso para que haja mais uma empresa grossista de venda de medicamentos de forma a fazer face as constantes roturas de stock no país.

Dans la même catégorie