ANP Le parti RPP Farilla investit Alma Oumarou candidat aux élections présidentielles 2020 -2021 ANP Niger : Le journaliste écrivain Salou Gobi investi candidat à la présidentielle 2020-2021 AGP Gabon : L’archevêque Jean Baptiste Moulacka arrêté puis relaxé après 2 heures dans un commissariat ANGOP Covid-19: Angola regista 46 novos casos APS MÉDINA BAYE : ANSAROU DINE RENOUVELLE SES ENGAGEMENTS AU NOUVEAU KHALIFE APS UN OFFICIEL DÉCLINE ‘’SEPT ACTIONS’’ POUR LE DÉVELOPPEMENT DU TOURISME EN MILIEU RURAL APS EDOUARD MENDY ENRICHIT SES ANCIENS CLUBS (MÉDIA) APS LE PROJET DU MUSÉE-MÉMORIAL ’’LE JOOLA’’ PRÉSENTÉ AUX CHEFS COUTUMIERS DU KASSA AGP Gabon : Le CLR installe les nouveaux responsables dans la Noya MAP Kenya: Saisie à Juja de 700 kilogrammes de cannabis et arrestation de cinq trafiquants

SIG vai apoiar os municípios na gestão dos solos – ponto focal


  21 Juillet      7        Politique (11400),

   

Cidade da Praia, 21 Jul (Inforpress)- A Assessora técnica e ponto focal da ONU-Habitat em Cabo Verde disse hoje que o Sistema de Informação Geográfica (SIG) é uma ferramenta útil para a análise espacial e permite apoiar os municípios na gestão dos solos.
Jeiza Barbosa, que falava à imprensa, esta manhã de segunda-feira, na praia, à margem da abertura da acção de capacitação em Sistema de Informação Geográfica (SIG) destinada a 27 técnicos municipais das ilhas do Sal, Boa Vista e São Vicente, avançou que o objectivo é o desenvolvimento de estratégias que visem apoiar a melhoria dos assentamentos informais.
“O resultado pretendido é que os técnicos que participem desta formação venham a ganhar habilidades no manuseamento desta ferramenta de informação geográfica e possam especializar fenómenos e ter uma ferramenta útil que os apoie diariamente no seu desempenho profissional”, explicou.
Avançou que o projecto está a ser implementado nas ilhas do Sal, Boa Vista e São Vicente, porque a demanda de todo o investimento turístico e a demanda dos solos é “significativa”.
Segundo a ponto focal, na 1ª fase do Programa Participativo para Melhoria dos Assentamentos Informais (PSUP) foram elaborados os perfis, na 2ª a estratégia nacional para a melhoria para os assentamentos informais e na terceira fase está-se a fazer pequenos projectos-piloto em bairros, visando apoiar a melhoria desses assentamentos que surgem de forma informais.
Perante a situação da pandemia da covid-19, a formação será ministrada em dois modelos, 28 horas on-line, e 30 horas presenciais.
Promovida em parceria com o Ministério das Infra-estruturas, Ordenamento do Território e Habitação, a formação será ministrada pelo Instituto Nacional de Gestão do Território (INGT).
A formação está inserida no quadro do Programa Participativo para Melhoria dos Assentamentos Informais (PSUP) financiamento da União Europeia e é uma iniciativa do Grupo África, Caraíbas e Pacífico (ACP).

Dans la même catégorie