AIP La Côte d’Ivoire, la RCA et le Burkina Faso peaufinent le démarrage des activités du projet MACOWECA AIP Les cours ont effectivement repris ce lundi à Tengrela AIP Des universitaires nationaux planchent sur un plan stratégique d’orientation pour l’élaboration d’un contrat de performance Inforpress Futebol/Santiago Sul: Celtic e Académica disputam esta quarta-feira a final da Taça Praia Inforpress Cabo Verde acolhe em Novembro o 41º Fórum Mundial dos Parlamentares para a Acção Global Inforpress Juventude em Marcha/35 anos: Líder enaltece papel do grupo na afirmação do teatro cabo-verdiano a nível internacional GNA GRA Fails to Meet Revenue Targets for 2018 GNA Chiringa wins Inter-Platoon RCC59 Boxing competition GNA Participate in the decision-making process, NCCE urges youth APS POUR LA PROMOTION DE LA QUALITÉ DANS LES INVESTISSEMENTS AGRICOLES

Sterling poderia avançar com acção judicial contra o Estado de Cabo Verde, admite o advogado Rui Araújo


  5 Mars      40        Finance (3737),

   

Praia, 05 Mar (Inforpress) –  O advogado Rui Araújo disse hoje que, se a reestruturação da TACV não tivesse sido adjudicada à Sterling, esta poderia avançar com uma acção judicial contra o Estado de Cabo Verde, “porque tinha ganho um concurso público internacional”.

Rui Araújo, que foi consultor jurídico da Direcção-Geral do Património do Estado, fez estas considerações durante a sua audição na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), criada com o objectivo de apurar “toda a verdade” sobre a gestão da TACV-Cabo Verde Airlines desde 1975 a 2016.

“A selecção da Sterling tinha a ver com os critérios do próprio concurso”, indicou Rui Araújo a propósito de algumas objecções iniciais do Banco Mundial (BM), entidade financiadora do projecto de reestruturação da TACV, em relação à empresa canadiana.

Disse, por outro lado, que, apesar das objecções iniciais, o BM acabou por aprovar a escolha da Sterling Merchant Finance.

LC/FP

Dans la même catégorie