AGP GABON-Éliminatoires CAN-2019 : «Nous savons ce que nous devons faire et ce qui nous attend» (Didier Ibrahim Ndong) AGP BAD-Gabon: Ouverture à Libreville des travaux de la revue conjointe de coopération ACAP Validation à Bangui du plan de prévention du VIH ATOP FORUM TOGO-UE : LA CCIT DEMANDE L’IMPLICATION DES OPERATEURS ECONOMIQUES ATOP LES SOCIETES NATIONALES AFRICAINES DE LA CROIX-ROUGE ET DU CROISSANT-ROUGE EN FORUM A LOME SUR LE LEADERSHIP AGP CNE prepara investidura de novos deputados AGP MCCI pede partidos políticos aliados para colocarem interesse do país em primeiro lugar AGP Lola: les élèves se tordent sous le poids de l’exploitation champêtre AGP Koundara : remise officielle d’un forage d’adduction d’eau potable dans l’enceinte de la direction préfectorale des Douanes ANP JI F 2019 sous le thème ‘’En français…. S’il vous plait’’

Tcherno Djalo lança primeira obra literária


  29 Janvier      29        Arts & Cultures (2405), Culture (2043), Livres (285),

   

Bissau, 29 Jan 16 (ANG) – O Professor Doutor e actual Conselheiro do Presidente da República, Tcherno Djalo efectuou quinta-feira o lançamento da sua primeira obra literária no país intitulada  » O Mestiço e o Poder: Identidades, Dominações e Representações na Guiné ».

Durante o acto de lançamento, o escritor admitiu a imprensa que o título da obra é provocador, mas sem tendência maliciosa porque pretende contribuir para banir o preconceito existente entre o povo da Guiné-Bissau e Cabo-Verde.

O autor destacou que preocupou-lhe mais estudar a componente mestiça, porque é a parte que se identifica como o contexto e a realidade guineense.

Acrescentou que a Guiné-Bissau é o resultado de uma simbiose « Euro-Africano » entre portugueses e guineenses, de interacção histórica de contacto de povos e cultura de três países, nomeadamente Cabo-Verde e Portugal.

Tcherno Djalo revelou que sempre procurou saber da importância do papel da união da comunidade mística e crioula ao longo da história dos respectivos países.

Na visão do escritor, a ignorância em várias ocasiões traduz-se em estigmatizações rejeições, exclusões e conflitos.

 » A história é feita de facto. Estes são teimosos, nós não podemos escamoteia-los », concluiu o escritor.

Referindo-se a obra, o escritor Adulai Sila destacou que no momento em que o país vive mais um episódio de crise política, constitui o lançamento de mais uma obra que poderá contribuir para o entendimento e criar a capacidade de tolerar uns aos outros, para em fim criar um caminho para a construção da nação guineense.

Para o Embaixador de Portugal acreditado no país, António Leão Rocha, a referida « Obra literária » do Professor Tcherno Djalo, vai contribuir na compreensão da realidade social e política guineense.

Rocha realçou que a função cultural e social de um Centro Cultural, como o português, no país, também é a divulgação literária e a promoção do debate de ideias.

Segundo o Embaixador de Portugal, independentemente de concordarem ou não com a análise do autor, considera que estão perante um contributo científico que ajudará na interpretação da história da actualidade social guineense.

 » Tendo em consideração as dificuldades políticas que se conhecem e que uma vês mais estão a perturbar a estabilidade, a paz e o desenvolvimento sustentado da Guiné-Bissau, parece-me muito oportuno este livro », disse Leão Rocha.

O Diplomata Português advertiu por outro lado que a sua leitura perante o sentido do livro, foi muito útil para compreender muitos aspectos dos comportamentos político guineense, e de algumas realidades sociais e sua projecção no espaço do poder que, por vezes, escapam a um europeu observador externo que ele é.

A feitura da referida obra do Professor Tcherno Djalo, durou cerca de seis anos.

E relata análise sociológica e politológica da história de elites da Guiné-Bissau, das suas linhas de identidade e de futura. Propõe que, no país, ocorre desde a sua fundação uma circunstância desconhecida para o conceito ocidental e clássico de formação do poder do Estado.

ANG

Dans la même catégorie