AIP Législatives 2021 : la CEI appelle les candidats à un scrutin apaisé dans le N’zi AIP Le conseil régional dote l’hôpital général d’Agnibilékrou de matériel biomédical AIP Les populations exhortées à construire des logements décents AIP Législatives 2021: Le préfet de Bocanda invite les candidats à la culture de la fraternité et de la la paix pour des élections sans heurts AIP Le foncier, l’orpaillage et l’adduction d’eau potable, des préoccupations exposées au préfet de Bouaflé AIP Le nouveau préfet de Bouaflé confie sa mission aux chefs traditionnels Yowlè AIP Législatives 2021 : Des affiches des candidats déchirées à Bocanda AIP Législatives 2021: Les populations de Yocoboué appelées à voter massivement pour la liste PDCI-EDS AIP Vente groupée de noix de cajou à Abigui à 315 FCFA/Kg MAP Bulletin quotidien de l’écologie en Afrique

Transportes Terrestres/Federação Nacional de Transportes ameaça suspender actividades caso o Fundo Rodoviário retome cobranças


  10 Février      15        Société (29430),

   

Bissau, 10 Fev 21 (ANG) – O Presidente da Federação Nacional de Transportadores Terrestres, Caram Cassamá ameaçou suspender as actividades dos seus associados,  caso a Direção do Fundo Rodoviário retomar as suas operações  sem reabilitar as estradas.

 “O Fundo Rodoviário tem uma contrapartida direta porque é um Fundo que colocamos para conservar as rodovias, mas pagamos os Fundos há muitos anos e as nossas estradas até então, estão degradadas. Por isso, não podemos continuar a colocar dinheiros sem ver as condições das nossas estradas melhoradas porque é para isso que pagamos os selos”, disse Cassamá em declarações esta quarta-feira à ANG.

Disse que seus associados não estão em condições de pagar o fundo porque o diretor da mesma instituição tinha prometido fazer as intervenções nas estradas que ligam Safim, João Landim, Bula até Mpack, Bambadinca/Buba e Bambadinca/Bafatá, acrescentando que vão manter com a posição de não pagar enquanto não houver intervenção nas referidas zonas.

Cassamá reconheceu que o Fundo Rodoviário não constrói as estradas mas tem a responsabilidade de as conservar, chamando atenção a quem de direito para construir as estradas.

Aquele responsável disse que a decisão é de conhecimento do atual ministro das Obras Públicas, porque, em 2018, existe um acordo assinado entre a Federação e o antigo ministro desta área.

“A governação é continuidade. Nesse sentido vamos só cumprir o que está no acordo. Assinamos um acordo com o antigo ministro das Obras Públicas onde constava que não vamos pagar fundos se as estradas não forem reabilitadas”, referiu.

Caram Cassamá pediu  aos condutores para continuarem sempre fiel à Federação e a respeitaram os Códigos das estradas, a usarem as máscaras, justificando que só usando as máscaras é que se podem prevenir-se da pandemia da Covid-19.

Cassamá acrescentou que o respeito ao Código de Estrada significa respeitar todas as orientações dadas pela Direção Geral da Viação e Transportes Terrestres, o que passa por respeitar as lotações e cobrar os preços da tabela.

A direção do Fundo Rodoviário anunciou terça-feira a retoma de trabalhos de reabilitação de algumas estradas com fundos adquiridos
através de um empréstimo bancário, e pede aos motoristas para pagarem as taxas de Fundo Rodoviário. 

Dans la même catégorie