ATOP KOZAH : LE COMPTE ADMINISTRATIF, GESTION 2019 DE KOZAH I ET CELUI DE LA REGIE MUNICIPALE DES MARCHES ADOPTES AIP DES KITS DE PRODUCTION REMIS AUX FEMMES BENEFICIAIRES DIRECTES DU FONDS PISCCA ATOP UNE CAMPAGNE DE SENSIBILISATION DES POPULATIONS DE ZIO, YOTO, BAS-MONO ET VO LANCEE A VOGAN Inforpress Covid-19: Cabo Verde vai triplicar capacidade de realização de testes ANG Covid-19/Número de mortos na Guiné-Bissau sobe para Oito ANG Covid-19/Curva da epidemia continua em trajectória ascendente em África ANG Covid -19/”FIFA doou 250 mil dólares à Federação Nacional de Futebol para custos operacionais, não para clubes”, diz Bonifácio Sanhá APS COVID-19 : LE PRÉFET DE NIORO SALUE LA FORTE MOBILISATION COMMUNAUTAIRE DANS SON DÉPARTEMENT APS GAZ BUTANE : ‘’LOBBOU MAME DIARRA BOUSSO’’ FAIT ’’LE MAXIMUM’’ POUR SATISFAIRE LA CLIENTÈLE (TRAVAILLEUR) APS REPRISE DES COURS : LE MAIRE DE KAFFRINE OFFRE DES KITS SANITAIRES AUX ÉCOLES

Comunicação Social : Comités sindicais dos Órgãos Públicos exigem reposição imediata do complemento salarial


  30 Octobre      9        Job (176), Society (16478),

   

Bisaau,30 Out 18 (ANG) – Os Comités Sindicais dos trabalhadores dos Órgãos de Comunicação Social Públicos, nomeadamente da Agência de Notícias da Guiné (ANG), do Jornal Nô Pintcha, da Radio Difusão Nacional (RDN), e da Televisão da Guiné-Bissau (TGB) exigem o Governo a reposição imediata do subsídio (complemento salarial), aos funcionários até o final do corrente mês.

Em nota informativa distribuída segunda-feira à imprensa, os Sindicatos de Base dos quatro órgãos de comunicação social públicos, exigem ainda o cumprimento do Memorando de Entendimento assinado com o Governo no dia 13 de agosto, o mais tardar até o final do mês de outubro em curso, bem como a restituição imediata dos descontos de subsídios feitos aos grevistas no mês de agosto.

Os comités sindicais dos quatro órgãos públicos declararam na nota que, caso o Governo não atendesse as suas exigências dentro de três dias, os órgãos públicos vão passar, a partir do dia 1 de novembro, a funcionar tal como a Função Pública em geral funciona, ou seja trabalhar das 08h00 às 14h00.

O complemento salarial cuja reposição é exigida foi abolido no quadro de reajuste salarial em vigor a partir do mês em curso, e servia de salário para a maioria dos funcionários de diferentes órgãos, ainda não efetivada na Função Pública. ANG/ÂC//SG

Dans la même catégorie