AIP Côte d’Ivoire-AIP/Inter/ Le Niger prend des mesures pour atténuer les conséquences de l’état d’urgence sanitaire sur les populations AIP Côte d’Ivoire-AIP/ COVID-19: Le Sénat apporte un appui au corps médical AIP Côte d’Ivoire-AIP/ COVID 19: Des habitants de Niakara souhaitent une implication active des cadres dans la sensibilisation GNA Gomnoa Central Assembly inaugurates COVID 19 Management Team GNA Agona West MP donates 3,000 hand sanitizers to Police and others AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Les centres de santé de Sinématiali reçoivent des instructions pour la lutte contre la COVID 19 AIP Côte d’Ivoire-AIP/ COVID 19: Le non-respect des mesures sur des sites d’orpaillage inquiète Niakara GNA Support national efforts to stop COVID-19 -Effutu Traditional Council AIP Côte d’Ivoire-AIP/ La coopération ivoiro-suisse célébrée dans le Tonkpi AIP Côte d’Ivoire-AIP/ La député d’Oumé appuie les populations dans la lutte contre la COVID 19

Planalto Leste/Floresta: MAA garante recuperação em três anos da zona ardida em Julho de 2018


  16 Mai      0        Environment (1446), Photos (3327), Society (14564),

   

Cidade da Praia, 16 Mai (Inforpress) – O Ministério do Ambiente e Agricultura (MAA) espera, dentro de três anos, restituir toda a floresta ardida, em Julho de 2018, no Planalto Leste, Santo Antão, pelo incêndio de grandes proporções, que atingiu 200 hectares do perímetro florestal.
O delegado do MAA em Ribeira Grande, Orlando Jesus, explicou que este ministério espera arrancar, “o mais rapidamente possível”, com o plano de recuperação da floresta ardida, que abarca, além de sensibilização, obras de conservação de solos e água e reposição das espécies.
“Estamos à espera do financiamento e esperamos iniciar, o mais rapidamente possível, com as obras de conservação de solos e água e, também, com a reposição das plantas, que acabaram por morrer, notou o delegado do MAA, informando que os serviços que dirige vão trabalhar com um montante de 30 mil contos, para os próximos três anos.
Este responsável, que admitiu que parte da zona consumida acabou por regenerar, disse acreditar que, nos próximos três anos, a situação da zona afectada pelo incêndio de grandes proporções, deverá ficar reposta.
Em relação ao resto da floresta, o MAA tem estado a realizar outros projectos com as associações locais, sobretudo a nível de limpeza, produção e plantação de plantas endémicas.
O plano de restauração da floresta, devastada pelas chamas há quase um ano, consiste em quatro acções: corte e limpeza, replantação e conservação de solos e água, a produção de plantas e informação e sensibilização.
JM/ZS

Dans la même catégorie