APS UNE FEMME DE 58 ANS EST DÉCÉDÉE DU COVID-19 CE LUNDI (MINISTÈRE) APS L’AFRIQUE REVÊT UNE IMPORTANCE PARTICULIÈRE POUR CUBA (DIPLOMATE) ANP Les Ministres des Affaires Etrangères du G5 Sahel appellent à une opérationnalisation effective et rapide des 3000 militaires de l’UA ANP Le Ministre Kalla Ankourao rend un vibrant hommage aux pères fondateurs de l’organisation panafricaine ANP Le Ministre Kalla Ankourao rend un vibrant hommage aux pères fondateurs de l’organisation panafricaine ANP Les Ministres des Affaires Etrangères du G5 Sahel appellent à une opérationnalisation effective et rapide des 3000 militaires de l’UA INFORPRESS Covid-19/Praia: SNPCB faz balanço “positivo” de uma semana de desinfecção dos bairros INFORPRESS São Vicente: JPAI denuncia situação de mais de 30 estudantes em dificuldades e pede ao Governo que tome medidas Inforpress Lei que estabelece condições para aulas à distância na formação profissional deve sair em Julho – responsável ANGOP Covid-19: Angola com mais um caso positivo

Secretário de Estado Pedro Lopes diz que Jump Start é “um salto” para apoiar as empresas na inovação


  17 Juin      5        Businesses (191), Economy (7596), Photos (3522),

   

Cidade da Praia, 17 Jun (Inforpress)- O secretário de Estado para Inovação e Formação Profissional, Pedro Lopes, afirmou hoje que o Jump Start, uma iniciativa do NOSiAkademia, é um salto para apoiar as empresas na inovação a custo zero.
Pedro Lopes falava à imprensa durante o lançamento oficial do programa Jump Start, cujo objectivo é fornecer estagiários a empresas nacionais e internacionais, através do NOSiAkademia, que possam desenvolver projectos de Investigação e Desenvolvimento consoante a necessidade das mesmas.
Segundo este responsável, pretende-se com este programa atingir três objectivos como reforçar as competências digitais dos jovens através da NosiAkademia, dar as empresas a capacidade de ter jovens preparados para fazerem uma revolução empresarial na área da inovação e inserir esses jovens no mercado de trabalho.
“Este é um programa que permite que o jovem ganhe, que a empresa ganhe e que o país ganhe. O jovem aprende com um projecto novo que está a desenvolver e a empresa ganha com o jovem dinâmico que saiu da universidade e que tem a capacidade para desenvolver de forma única uma ideia. Então, estamos aqui a tentar captar os melhores para que eles possam dar o seu contributo para a área da investigação desenvolvimento e inovação para as empresas”, explicou Pedro Lopes.
O secretário de Estado para Inovação e Formação Profissional garantiu que o programa é feito a custo zero para as empresas e possibilita a integração dos jovens no mercado de trabalho. Por isso, defendeu que o lançamento da primeira edição do Jump Start serve como um repto para a adesão de outras empresas.
De acordo com a coordenadora do NOSiAkademia, Érica Andrade, de 2016 a 2018 o NOSi acolheu semestralmente de 12 a 14 estagiários. Mas o programa de estágios ganhou novas dimensões e passou a receber 24 estagiários trimestralmente graças à pareceria com instituições do Governo, como a Secretaria do Estado para Inovação e Formação Profissional, a Direcção Geral do Emprego Formação Profissional, o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e a Pró-empresa.
CD/ZS

Secretário de Estado Pedro Lopes diz que Jump Start é “um salto” para apoiar as empresas na inovação


  17 Juin      4        Businesses (191), Economy (7596), Photos (3522),

   

Cidade da Praia, 17 Jun (Inforpress)- O secretário de Estado para Inovação e Formação Profissional, Pedro Lopes, afirmou hoje que o Jump Start, uma iniciativa do NOSiAkademia, é um salto para apoiar as empresas na inovação a custo zero.
Pedro Lopes falava à imprensa durante o lançamento oficial do programa Jump Start, cujo objectivo é fornecer estagiários a empresas nacionais e internacionais, através do NOSiAkademia, que possam desenvolver projectos de Investigação e Desenvolvimento consoante a necessidade das mesmas.
Segundo este responsável, pretende-se com este programa atingir três objectivos como reforçar as competências digitais dos jovens através da NosiAkademia, dar as empresas a capacidade de ter jovens preparados para fazerem uma revolução empresarial na área da inovação e inserir esses jovens no mercado de trabalho.
“Este é um programa que permite que o jovem ganhe, que a empresa ganhe e que o país ganhe. O jovem aprende com um projecto novo que está a desenvolver e a empresa ganha com o jovem dinâmico que saiu da universidade e que tem a capacidade para desenvolver de forma única uma ideia. Então, estamos aqui a tentar captar os melhores para que eles possam dar o seu contributo para a área da investigação desenvolvimento e inovação para as empresas”, explicou Pedro Lopes.
O secretário de Estado para Inovação e Formação Profissional garantiu que o programa é feito a custo zero para as empresas e possibilita a integração dos jovens no mercado de trabalho. Por isso, defendeu que o lançamento da primeira edição do Jump Start serve como um repto para a adesão de outras empresas.
De acordo com a coordenadora do NOSiAkademia, Érica Andrade, de 2016 a 2018 o NOSi acolheu semestralmente de 12 a 14 estagiários. Mas o programa de estágios ganhou novas dimensões e passou a receber 24 estagiários trimestralmente graças à pareceria com instituições do Governo, como a Secretaria do Estado para Inovação e Formação Profissional, a Direcção Geral do Emprego Formação Profissional, o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e a Pró-empresa.
CD/ZS

Dans la même catégorie