ANG Deputados da maioria aprovam Programa de Governo ANG Bissau acolhe seminário internacional sobre justiça restaurativa ANG Governo e PAM assinam acordo para acabar com fome no país ANG Iniciados trabalhos da 5ª revisão anual dos projectos comunitários no país APS UN EXPERT DONNE LA RECETTE POUR LE DÉVELOPPEMENT DU LEADERSHIP EN AFRIQUE ANG A Guiné-Bissau precisa de investir na formação dos seus produtores e agricultores », diz ministra de Agricultura e Florestas ANG A Guiné-Bissau precisa de investir na formação dos seus produtores e agricultores », diz ministra de Agricultura e Florestas ANGOP FAO investe mais de USD 7 milhões para recuperação de resiliência APS UNE DÉLÉGATION DES ’’PANAFRICAINES’’ À LA 12E CONFÉRENCE DU PAP SUR LES DROITS DES FEMMES AIP Côte d’Ivoire-AIP / Caravane sur la sécurité routière : 125 casques offerts aux chauffeurs de taxis-motos et autres usagers de Béoumi

Sal/2019: Selecções cabo-verdianas de basquetebol chegam aos jogos determinadas em “atacar” o titulo


  19 Juin      0        Sport (2563),

   

Praia, 19 Jun (Inforpress) – As selecções cabo-verdianas de basket 3×3 apostaram nos jogadores com “largas experiências” internacionais para assumirem a candidatura ao título dos I Jogos Africanos de Praia da modalidade, cuja entrada em acção está marcada para esta quarta-feira.
O seleccionador nacional, Manuel “Mané” Trovoada, disse à Inforpress que Cabo Verde tem uma “grande experiência” nas competições internacionais, alegando que os atletas já contam com uma “bagagem enorme” e que tem estado a trabalhar muito para estes jogos com uma equipa baseada nos jogadores que representaram o país no AFROCAN´2018.
Trovoada justificou esta sua convicção, por força da aposta que a equipa nacional da modalidade vem fazendo num esforço da federação nacional, para chamar a si os títulos, já que se está a jogar em casa, pelo que assumiu desde a primeira hora o desafio de fazer jus a sua máxima de “entrar sempre para vencer”.
“Sabemos que há equipas mais rodadas, formadas por profissionais 3×3, caso da Uganda, Nigéria, Costa do Marfim, com jogadores que estão na rota mundial, mas temos a certeza de que com a nossa humildade e força de vontade estamos focados com objectivos de querer e da conquista de uma medalha nesta nova competição”, prognosticou Mané.
Sublinhou que Cabo Verde vai entrar nesta competição com responsabilidade, porque “não teme qualquer concorrência” e que passo-a-passo vai fazer a sua caminhada rumo ao pódio, assegurando que as duas selecções, masculinas e femininas de Cabo Verde são constituídas por jogadores de salão, mas que participam constantemente nas actividades de 3×3.
Neste caso, afiançou que estes atletas só este ano já participaram em três torneios, pelo que prometeu aproveitar o máximo possível os dias que antecedem a competição para que tudo possa correr bem.

Dans la même catégorie