APS le PM français veut l’engagement de tous pour la stabilité du Mali APS La résolution de la crise lybienne, un préalable à une lutte efficace contre le terrorisme au sahel (el ghazouani) APS Une diplomate chinoise dénonce les ‘’préjugés’’ de ‘’certains pays occidentaux’’ envers son pays MAP Coupe du Trône de canoë kayak: L’Olympique Marocain Sports Nautiques remporte le titre dans les catégories dames et messieurs APS le PM français veut l’engagement de tous pour la stabilité du Mali APS Un expert rappelle la nécessité pour l’Afrique d’avoir sa propre industrie pharmaceutique APS Moscou et Pékin invités à accepter un « mandat robuste’’ de l’ONU au Mali et au Sahel APS Moscou et Pékin invités à accepter un « mandat robuste’’ de l’ONU au Mali et au Sahel APS Saly : clôture des réunions du giaba sur le blanchiment de capitaux et le terrorisme APS recherche : le prix galien sera décerné en afrique seulement, à partir de 2020

Santo Antão: Dificuldades no abastecimento de água voltam a afectar a cidade do Porto Novo


   

Cidade da Praia, 27 Jun (Inforpress) – Problemas ligados ao fornecimento de água na cidade do Porto Novo, Santo Antão, sobretudo, nas zonas altas desta urbe, continuam a preocupar as famílias, que voltam a ser confrontadas com mais uma avaria nas condutas da empresa produtora.
Nos bairros como Alto Soão Tomé, Ribeira Corujinha, Berlim e Covoada, os moradores queixam-se de estar privados, há alguns dias, do líquido precioso, mas, através de uma nota, a edilidade informou que o abastecimento de água foi interrompido, quarta-feira, na cidade do Porto Novo, devido a uma avaria no sistema de bombagem da empresa Águas do Porto Novo (APN).
O Serviço Autónomo de Água e Saneamento do Porto Novo, que pediu a “compreensão” da população, por mais esta avaria nas tubagens da APN, informou que esta empresa de produção de água dessalinizada continua com a produção, sendo possível o abastecimento através de auto-tanques.
A água não tem chegado com regularidade às torneiras das casas na parte mais alta da cidade do Porto Novo, uma situação que acaba por criar alguns sobressaltos às famílias, sobretudo, para aquelas que não têm reservatórios.
Segundo a câmara do Porto Novo, a situação deve-se a “insuficiências” na rede de distribuição, já antiga, com perdas à volta de 50 por cento (%), assegurando que a situação será ultrapassada com os investimentos em carteira, no quadro do projecto de água e saneamento, que deve começar a ser implementado a partir de Agosto.
O projecto, para toda a ilha de Santo Antão, é estimado em 900 mil contos, prevendo, no caso do Porto Novo, a construção de 25 quilómetros de rede de adução e distribuição de água.
JM/ZS

Dans la même catégorie