ACI LA BANQUE MONDIALE OCTROIE 11,3 MILLIONS DE DOLLARS POUR SOUTENIR LA LUTTE CONTRE LE CORONAVIRUS ACI LA 9ÈME SESSION ORDINAIRE ADMINISTRATIVE PRÉVUE EN JUIN PROCHAIN ACI LES EXPERTS MÉDICAUX CHINOIS PARTAGENT LEUR EXPÉRIENCE SUR LA RIPOSTE AU COVID-19 ACI SOUTIEN DE LA RUSSIE AUX INDÉPENDANCES DES PAYS AFRICAINS DES ANNÉES 60 ACI LES SOCIÉTÉS RASEL-BEC ET SGEC-CONGO FAVORABES POUR LA RÉHABILITATION DES INFRASTRUCTURES D’EAU AU CHU-B AIP L’ancien abattoir de Bouna bientôt fonctionnel AIP Covid-19: l’AIAK apporte son soutien aux communautés en charge des personnes vulnérables AIP Les populations rurales plus respectueuses des mesures barrières à Toulépleu ACI LA BANQUE MONDIALE OCTROIE 11,3 MILLIONS DE DOLLARS POUR SOUTENIR LA LUTTE CONTRE LE CORONAVIRUS AIP Covid-19: les Coges du Bounkani invités à offrir des kits de protection dans les écoles

Fogo: Ocupantes do complexo Casa para Todos de Xaguate Cima começam a ser ouvidos hoje no tribunal


  12 Juillet      0        Sport (3220),

   

Cidade da Praia, 12 Jul (Inforpress) – Os ocupantes dos apartamentos do empreendimento “Casas para Todos” de Xaguate de Cima começam a ser ouvidos hoje no tribunal da comarca de São Filipe na sequência da providência cautelar solicitada pela Imobiliária Fundiária Habitat (IFH).
Depois de tomar conhecimento da ocupação por parte de cerca de duas dezenas de pessoas dos apartamentos em fase incipiente de construção, a IFH, na qualidade de proprietária do empreendimento accionou a justiça para a desocupação dos apartamentos do empreendimento “Casa para Todos”.
O recurso ao tribunal surgiu depois da equipa da Imobiliária Fundiária Habitat (IFH), que se deslocou à ilha do Fogo para se inteirar da ocupação dos apartamentos do empreendimento, não ter convencido os ocupantes a deixarem os apartamentos, segundo o administrador da Imobiliária Fundiária Habitat, Carlos Évora.
O conjunto habitacional, adiantou aquele responsável, não dispõe de condições de habitabilidade de modo a permitir a Imobiliária poder dar continuidade, no futuro, às obras visando a sua construção.
O advogado da Imobiliária Fundiária Habitat (IFH) disse à Inforpress que os ocupantes começam a ser ouvidos ainda esta sexta-feira, pouco mais de 24 horas após a entrada da providência cautelar, solicitando ao tribunal que ordene a liberalização do espaço, porque entre a IFH e os ocupantes não existe qualquer tipo de contrato ou acordo, nem de cedência, compra e venda ou de arrendamento.
A ocupação dos apartamentos de Xaguate Cima aconteceu, depois da ocupação, no ano passado (Abril) dos apartamentos do empreendimento “Casa para Todos” do bairro de Fonte Aleixo/Cobom, São Filipe, que estavam praticamente concluídas e com portas, janelas e instalações sanitárias em alguns casos, e a proprietária do empreendimento aguarda ainda por uma decisão judicial visando a desocupação do espaço.
JR/ZS

Dans la même catégorie