AIP Côte d’Ivoire/ Des vivres à des familles désœuvrées à Anyama ACP L’abbé Nekwa Lumbu nommé à la tête de la coordination  des écoles catholiques du diocèse de Matadi ACP L’abbé Nekwa Lumbu nommé à la tête de la coordination  des écoles catholiques du diocèse de Matadi ACP Les vétérinaires remettent un plan stratégique sur la riposte de la MVE au Pr Muyembe ANP Le Conseil des Ministres adopte le décret portant modalités d’application du régime de l’état civil au Niger. GNA Tension mounts as voting delays in NDC Ho Central primaries GNA Ho West NDC primaries begin with long queues GNA Ho West NDC primaries begin with long queues ACAP Le Premier-ministre Firmin Ngrébada préside une réunion de concertation avec les leaders des groupes armés ACAP Dernier hommage officiel ce vendredi au commissaire Bernard Voyémakoa de l’Autorité nationale des élections

Fogo: Master plan de turismo das ilhas do Fogo e da Brava identifica duas dezenas de projectos prioritários


  16 Juillet      0        Economy (5529),

   

Cidade da Praia, 16 Jul (Inforpress) – O master plan das ilhas do Fogo e da Brava, socializados esta segunda-feira, num workshop, identificou duas dezenas de projectos prioritários, cuja implementação traduzirá no desenvolvimento do sector de turismo.
De entre os 20 projectos identificados no master plan, cuja versão definitiva ainda não está concluída, destacam-se a requalificação e ampliação do aeródromo de São Filipe, a emergência de heliporto, a melhoria da acessibilidade entre as ilhas do Fogo e Brava, a requalificação dos portos de Furna (Brava) e Vale dos Cavaleiros (Fogo).
A construção de uma rede de infra-estruturas de lazer e básicas, a criação de centros interpretativo e de acolhimentos, rede de miradouros, actividades recreativas e de ecoturismo, melhoria do acesso à praia de Fonte Bila, fortalecimento dos núcleos de Nova Sintra (Brava), Mosteiros, Cova Figueira e São Filipe (Fogo) e conservação do Parque Natural do Fogo são outros projectos definidos como prioritários e que serão implementados no horizonte 2030, em função das necessidades e dos recursos.
O ministro do Turismo, José Gonçalves, que presidiu ao acto de socialização do plano, disse que este é um importante passo naquilo que é o ordenamento turístico das ilhas do Fogo e da Brava para potenciar todas as grandes valências, quer culturais quer naturais e gastronómicas que as duas ilhas têm.
O coordenador e especialista em planeamento turístico Pedro Lira disse que o documento monstra como estruturar o turismo, assim como as acções e projectos a serem implementados até 2030 nas duas ilhas, buscando fortalecer o que ali que já existe, como os circuitos existentes e a criação de novos circuitos e produtos.
JR/JMV

Dans la même catégorie