GNA Students with visual impairment call for government support GNA Three jailed 144 months for stealing GNA EPA to sponsor Best Environmental Journalist ACP Neuf nouveaux cas confirmés d’Ebola notifiés vendredi au Nord-Est de la RDC ACP La RDC est le troisième pays au monde le plus touché par la drépanocytose ACP Une réponse rapide et adaptée s’avère cruciale pour contenir l’impact de l’épidémie de rougeole en RDC, selon MSF ACP Début de la vaccination en ring élargi autour des cas confirmés au Sud Kivu dans le territoire de Mwenga ACP Rappel à l’observance des mesures conservatoires de prévention d’accidents dans le secteur fluvial ACP Le HCR enquête sur le retour volontaire des réfugiés burundais dans leur pays ACP Le HCR enquête sur le retour volontaire des réfugiés burundais dans leur pays

Provedor de Justiça incentiva Governo a adoptar soluções que estimulem arrendatários a declararem o contrato à administração fiscal


  16 Juillet      0        Society (10698),

   

Cidade da Praia, 16 Jul (Inforpress) – O Provedor de Justiça incentivou o Governo a adoptar soluções que estimulem os arrendatários a declararem o contrato de arrendamento à administração fiscal de modo a salvaguardar os interesses do estado e poupar os imigrantes aos inconvenientes dessa situação.
Essa medida, consta da recomendação deixada à Direcção Geral de Receitas do Estado (DNRE) pelo Provedor da Justiça, na sequência das várias queixas apresentadas por imigrantes sobre as dificuldades que têm tido na obtenção de contrato de arrendamento válido para efeitos de obtenção ou renovação do título de residência exigido pela Direcção de Estrangeiros e Fronteiras (DEF).
Para o Provedor de Justiça, o estado deve adoptar soluções que estimulem os arrendatários a declararem o contrato de arrendamento na administração fiscal, de modo a salvaguardar os interesses do Governo, poupar os imigrantes aos inconvenientes dessa situação e contribuir para a integração e melhoria das condições de vida dos estrangeiros residentes em Cabo Verde.
“Esta recomendação vai permitir a resolução de vários processos e pedidos de residência, principalmente por parte dos imigrantes da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)”, assegura fonte da provedoria.
Segundo o comunicado de imprensa, a DNRE já acatou a recomendação da provedoria, tendo informado que para além do contrato de arrendamento, existem outras alternativas que podem servir de base ao pedido ou renovação de residência, o “termo declarativo” que possui o mesmo valor probatório que o contrato de arrendamento que, para além do conteúdo exigido, deve ser assinado por duas testemunhas identificadas com bilhete de identidade.
AV/ZS

Dans la même catégorie