AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Un ex-démobilisé condamné deux ans de prison pour avoir tailladé trois policiers à Bouna AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Cinq orpailleurs du parc de la Comoé condamnés à quatre mois de prison APS INVESTISSEMENT ET CONSOMMATION, LEVIERS DU PROGRAMME DE RELANCE ÉCONOMIQUE (MINISTRE) GNA Bui Dam fisher folks defy COVID-19 safety protocols GNA Bui Generating Station has significantly transformed our lives– beneficiaries GNA Solidaridad engages miners to promote responsible mining practices ANP Niamey : Les travaux d’aménagement de la route Gamkalé-Saga exécutés à 75% (Constat) GNA Atiwa East Agriculture Department appeals for rice milling facilities GNA Farmers advised to use organic pesticides GNA WA Secondary School Old students donate PPE to alma mater

REPORTAGEM/Brava: Vinagre – um “paraíso” que se for restaurado e recuperado poderia ser um chamariz para antigos moradores


  23 Juillet      3        Society (17485),

   

Cidade da Praia, 23 Jul (Inforpress) – A localidade de Vinagre fica situada na Vila de Nova Sintra, um pouco mais baixo da zona de Santa Bárbara, localidade esta onde a maioria dos antigos moradores de Vinagre reside actualmente.
A zona de Vinagre é recordada pelos antigos moradores como sendo uma aldeia que já foi de “fartura”, na época em que havia água abundante. A Inforpress foi conhecer esta localidade e encontrou Alberto Burgo, a única “alma viva” que estava neste local no dia, que contou que é guarda da zona há 28 anos, mas, antes de ser guarda, viveu desde os oito anos de idade até quase quarenta anos em Vinagre.
Burgo tem hoje 63 anos e recordou que na época em que a zona tinha água correndo pelas lavadas, tanques e ribeiras, havia também toda e qualquer tipo de plantações e verduras nesta zona. Puxa da memória e lembra que havia até fábricas e fornos de cal, cujo produto final era exportado para outras ilhas.
“Naquela época, a zona de Vinagre era movimentada, mas calma. Recebíamos pessoas de todas as zonas da Brava, de vários outros destinos. De dentro e fora do país, porque aqui em baixo, tudo era sereno. Só era possível escutar o bater das águas nas pedras, o grito das crianças saltitando de um lado para o outro e o cantarolar das aves”, recordou, emocionado, o guarda e antigo morador.
MC/JMV

Dans la même catégorie