ANP 100 patients bénéficieront pendant 6 jours de la chirurgie d’hydrocèle à Konni ATOP LE TOGO VA MOBILISER PLUS DE 21 MILLIONS DE DOLLARS POUR SON NOUVEAU PLAN NATIONAL INTEGRE DE LUTTE CONTRE LA DROGUE ET LE CRIME ANP Les média nigériens formés sur les techniques du journalisme d’investigation sur la migration AIP Le centre de santé du village Extension de la SUCAF-CI en réhabilitation AIP Le DG du MASA promet « des programmes pour la formation des journalistes culturels » ACP Séjour à Lubumbashi de la chargée des relations extérieures près la ville de Liège ANGOP Handball/Dames: Primeiro d’Agosto s’offre son sixième sacre consécutif ABP Les travaux de la session de formation du personnel féminin des agences de presse africaines membres de la FAAPA lancés à Rabat STP-PRESS São Tomé e Príncipe volta vencer Ilhas Maurícias e qualifica-se para grupo C do Sudão, África do Sul e Gana ACP Séjour à Lubumbashi de la chargée des relations extérieures près la ville de Liège

Guiné-Bissau qualificada para fase de grupo


  11 Septembre      13        Sport (2563),

   

Bissau, 11 Set 19 (ANG) – A Selecção Nacional de Futebol da Guiné-Bissau, recebeu e derrotou em casa na terça-feira a sua congénere de São Tomé e Príncipe por 2-1, no segundo encontro da pré-eliminatória para a próxima Copa do Mundo que terá lugar em 2022, no “Qatar”.

Com esta vitória, a turma nacional garantiu a qualificação para a fase de grupos da eliminatória para o apuramento ao Campeonato de Mundo que será disputado no Qatar, em 2022.

A selecção nacional da Guiné-Bissau apresentou o mesmo “Onze” que já tinha enfrentado a selecção de São Tomé e Príncipe, na primeira mão da pré-eliminatória realizada em São Tomé e Príncipe, na semana passada.

Os Djurtus alinharam na baliza, Jonas Mendes, no quarteto defensivo Nanu, Juary, Rudilson e Mamadú Candé e no centro do campo o técnico nacional Baciro Candé alinhou, Mancone, Burra, e Pelé, e os atacantes convocados foram Mama Balde, Piquete Djassi e Joseph Mendes.

Os santomenses foram os primeiros a inaugurar o marcador no minuto 12 resultado que vigorou até o fecho da primeira parte.

No segundo tempo do jogo, o seleccionador da Guiné-Bissau fez alteração na equipa, com a entrada do avançado Manconi em substituição da defesa Rudinilson, permitindo uma dinâmica a linha ofensiva dos “Djurtus” e que motivou o golo do empate aos 20 minutos da segunda parte apontado por intermédio do avançado Joseph Mendy.

A selecção nacional da Guiné-Bissau, a partir dessa altura, tomou o comando do jogo tendo chegado ao segundo golo aos 78 minutos, de novo por intermédio de Joseph Mendy, após um passe magistral de Piquete Djassi.

Em declarações à imprensa no final do jogo, o técnico dos Djurtus, Baciro Candé disse que a sua equipa está de parabéns, porque mostrou, mais uma vêz, que está a trabalhar, dia a dia, para conseguir os seus objectivos, e, por outro lado,trazer alegria ao povo guineense.

Acrescentou que, apesar de terem perdido muitos golos na primeira metade do jogo, a turma nacional acreditou até no momento em que os golos apareceram.

Questionado sobre se a Selecção Nacional de Futebol da Guiné-Bissau está preparada para disputar a próxima fase do apuramento para o Campeonato do Mundo que terá lugar em 2022 no “Qatar”, em resposta, Baciro Candé destacou que vão aguardar para mais tarde para conhecerem os seus próximos adversários do grupo, a partir dai saberão que previdências serão tomadas para enfrentá-los.

“Mas gostaria de deixar uma palavra aos senhores jornalistas, quero que todos saibam que a Guiné-Bissau já entrou na classe dos países que marcam presença no Campeonato Africano das Nações (CAN), entretanto, pode vacilar mas não com todas as equipas”, vincou.

Por seu turno, o técnico São-tomense, Adriano Eusébio, reconheceu a derrota e considerou justa a vitória da Guiné-Bissau.

Realçou por outro lado que a Guiné-Bissau apresenta uma equipa com maiores números de jogadores profissionais que actuam no futebol estrangeiro, enquanto que a maioria dos seus atletas actua no campeonato São-tomense.

“Apesar da derrota, sinto orgulhoso da minha equipa por ter marcado um golo a Guiné-Bissau, uma selecção que considero mais experiente que a nossa. Não temos que baixar a cabeça porque temos muitos trabalhos para a frente”, sustentou o técnico São-tomense.ANG/LLA/ÂC//SG

Dans la même catégorie