GNA Wa Airport opens for commercial flight operations GNA Former SSNIT Boss’ application for special leave thrown out MAP Sommet Climate Chance à Accra, avec la participation du Maroc AIP L’UE et Magic System sensibilisent à Bouaflé sur l’égalité entre l’homme et la femme AIP Douaniers et contrôleurs du commerce en formation pour un contrôle optimal des produits illicites AIP Des agents de l’Education nationale se forment à la gestion optimale des écoles GNA « Hearts of Oak has the right to accept or reject an offer »- Joseph Esso GNA Ghanaians must help achieve road safety agenda 2020 GNA Geoscientists call for regulation of borehole drilling GNA Commonwealth finance ministers to discuss prevention of future debt crisis

Pragas: Gafanhotos invadem casas de pessoas e campo de cultivo em Milho Branco


  16 Septembre      1        Society (12115),

   

Cidade da Praia, 16 Set (Inforpress) – Fotos publicadas nas redes sociais sábado, 14, mostram crianças a encherem baldes e sacos de gafanhotos na varanda de uma habitação em milho Branco, concelho de São Domingos.
As pessoas relatam a que a situação é “grave e preocupante” e pedem que sejam tomadas medidas urgentes, sob pena de não só colocar em causa as culturas agrícolas como também a saúde pública.
“Por favor, não deixem para mais logo, porque não está em causa apenas a agricultura, mas sim a própria saúde pública. Pedimos a quem de direito que faça algo, o quanto antes, porque a situação está no extremo”, escreveu uma assinante na rede social facebook.
Situação similar foi avistada nos terrenos em Ribeirão Chiqueiro, também no município de São Domingos, e há relatos de campos de cultivo onde a cultura do milho já foi praticamente dizimada pelos gafanhotos que, devido à sua pequenez, ainda têm dificuldades em voar.
Na passada quinta-feira, 12, o director-geral de Agricultura, José Teixeira, adiantava que o Ministério de Agricultura já tinha no terreno cerca de 300 técnicos formados no terreno a fazer o combate da praga dos primeiros focos de gafanhotos, que já estão a afectar, sobretudo, a ilha do Santiago.
Conforme indicou, naquele momento o grupo técnico pluridisciplinar que todos anos faz o seguimento, no terreno, da campanha agrícola, tinha detectado a presença de pequenos focos de praga de gafanhotos que começaram também a ser combatidos mediante utilização de produtos menos tóxicos ou biológicos para evitar a contaminação do ambiente.
“A situação é essa e nós já começamos esse combate com resultado. Temos no terreno cerca de 300 aplicadores privados. São pessoas que não pertencem ao Ministério, mas que prestam serviço ao ministério, fazendo esse tratamento e que estão devidamente capacitadas para isso”, adiantou.
Ao que tudo indica a situação complicou-se em algumas zonas.
De acordo com José Teixeira, as zonas mais afectadas com a praga de gafanhãos estão nos municípios da Praia, Ribeira Grande Santiago, São Domingos, Santa Cruz e Tarrafal.
A praga afecta também as ilhas do Fogo, São Vicente e São Nicolau.
MJB/JMV

Dans la même catégorie