INFORPRESS Fogo: 43 famílias da zona sul dos Mosteiros beneficiadas no quadro do segundo projecto de ligações de água da Afosol INFORPRESS Empresa chinesa Lee Sheng é nova parceira do Comité Olímpico Cabo-verdiano ANGOP Angola mantém-se na categoria de desenvolvimento médio ANGOP Quénia interessado em aprofundar cooperação com Angola ANGOP Ministro da Justiça realça esforços no combate à corrupção ANGOP Tribunal Supremo arrola ex-PR como declarante GNA GFA for Congress on December 19 GNA GFA names Committee GSCE AGP Visite du président de la Fifa, Gianni Infantino, au Gabon AGP Gabon : Giovanni Infantino, Stephen Jackson et Arthur Nkoumou Delaunay reçus par Ali Bongo Ondimba

Sissoco Embalo pede ao Jomav, Cadogo e Nuno Nabiam para assinarem um Pacto de Apoio na segunda volta


  12 Novembre      30        Politics (5985),

   

Bissau,12 Nov 19(ANG) – O candidato do Movimento para Alternância Democrática – Grupo 15 (MADEM-G 15) às eleições presidenciais, Úmaro Sissoco Embaló, exortou segunda-feira às candidaturas de José Mário Vaz, Nuno Gomes Nabiam e Carlos Gomes Júnior (CADOGO) para assinarem um pacto no qual se comprometem em apoiar o candidato que passar à segunda volta, para fazer face ao candidato do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira.
Embaló suportado pelo seu partido que detém a segunda maior força no parlamento guineene e que conta também com o apoio de outras formações políticas e de algumas individualidades, fez este pedido durante um comício popular realizado na cidade de Bissorã, região de Oio, no norte do país.
Sissoco disse no seu discurso perante populares daquele sector que, se for eleito Presidente da República da Guiné-Bissau, usará a sua magistratura de influência para apoiar o executivo a construir escolas, hospitais, furos de água e garantir a energia a população bem como melhorar as condições das estradas, por forma a minimizar o seu sofrimento.
Na caça ao voto, Úmaro Sissoco Embaló voltou a criticar aquilo que considera de ingerência da comunidade internacional em particular, da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) na Guiné-Bissau, tendo afirmado que neste momento o país está a ser gerido e controlado pelas forças de interposição [ECOMIB].
Embaló prometeu que, se for eleito Presidente da República, a Guine-Bissau será gerida pelas forças de defesa e segurança que serão capazes de garantir a dignidade ao povo guineense.

Dans la même catégorie