ANP Niger : L’Autorité de régulation des télécommunications présente à la presse son rapport annuel 2019 MAP Le Rwanda et l’USAID signent un accord de financement de 643,8 millions USD GNA FDA warns against use of unregistered Rapid Diagnostic Test kits GNA Work on modern market for Hohoe begins soon INFORPRESS The five winning projects of the first edition of Unitel Creative Camp are known INFORPRESS Orçamento rectificativo: Manutenção da dívida pública passa por conter a propensão ao endividamento INFORPRESS Novo PCA da CVTelecom aposta no reforço do processo de transformação digital de Cabo Verde INFORPRESS Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde e a UniPiaget assinam protocolo de cooperação AIP La SOCODEVI invite gouvernements et bailleurs de fonds à inclure les coopératives dans leurs stratégies de relance économique post-Covid-19 AIP International/ Jean Castex, nouveau Premier ministre français

Maio: Operadores turísticos descontentes com novo plano de voo em vigor pela companhia área Binter CV


  22 Novembre      2        Economy (8013),

   

Cidade da Praia, 22 Nov (Inforpress) – Operadores turísticos na ilha do Maio manifestaram-se “descontentes” com o novo plano de voo colocado em vigor pela companhia área Binter CV, que passa a vigorar a partir de hoje.

A ilha do Maio passa a contar com ligações áreas três vez por semana, às segundas, quintas e domingos, o que na opinião dos operadores turísticos é uma “medida lesiva” para o sector do turismo na ilha, visto que muitos dos seus clientes já cancelaram as viagens.

Segundo Ornela, em representação do empreendimento turístico Stella Maris, o mais grave é que esta medida foi divulgada “tardiamente”, aliás, sintetizou, num momento em que todos os seus clientes já tinham as reservas feitas e com passagem adquiridas.

Conforme avançou aquela representante, todos os operadores turísticos estavam a contar que iriam ter uma época alta com vários clientes, mas que devido a este novo plano os turistas já manifestaram descontentamento, cancelando as reservas e a procurarem outros destinos para passar férias.

“Este plano de voo é muito lesivo, tanto para os turistas como para nós, porque muitos que preferiam passar uma semana na ilha, agora não vão puder fazê-lo, visto que são obrigados a ficarem mais dois ou três dias na Cidade da Praia e reduzirem a estadia no Maio, horário de voo que os impedem de apanhar voos internacionais”, salientou.

Por seu lado, o gerente do Hotel Big Game, Matia Ricci, disse também que muitos clientes, “zangados” com a companhia Binter, já cancelaram as suas reservas dizendo que vão procurar um outro destino, porque compraram os seus bilhetes com alguns meses de antecedência e só agora, no momento em que pretendiam viajar para ilha, recebem a informação que vai ser implementado um novo plano de voo.

Aquele operador turístico defendeu que este plano de voo é incompatível para um turista que queira visitar a ilha e depois apanhar o voo internacional de regresso ao país de origem, salientou que “ o mais grave” ainda é que um turista que queira vir visitar a ilha possa cancelar a sua viajem, porque não tem garantia de que esse plano de voo vá continuar, porque “eles querem uma garantia de regresso”.

O nosso entrevistado afiançou ainda que todos os operadores estavam a contar com uma época alta, mas a situação é totalmente diferente.

“Desde que estamos a operar na ilha este é o pior ano por esta altura comparando com os anos anteriores, porque neste momento temos somente dois a três quartos ocupados”, concretizou.

Matia Ricci vai mais longe ao afirmar que os sucessivos governos “têm feito de tudo para que o turismo na ilha não avance” e apontou como exemplo a mudança contínua de voos, além do prometido arranque dos trabalhos da requalificação do porto que até o momento nada foi feito.

Confessou, por fim, que tem aconselhado os seus amigos que queiram investir na ilha, para procurem outro sítio, porque “aqui tudo está parado e cada ano pior”.

WN/AA

 

Dans la même catégorie