ANGOP Covid-19: Angola regista dois mortos e 21 casos positivos nas últimas 24 horas GNA NPC celebrates 2020 World Population day digitally GNA KMA procures motor bikes to facilitate environmental-sanitation work GNA Carlos Ahenkorah’s negative test for coronavirus should assuage negative propaganda-NPP Chairman GNA Licensed Surveyors donate PPEs to Lands Commission GNA EC registers 7,296 people in Agona East AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Un ex-démobilisé condamné deux ans de prison pour avoir tailladé trois policiers à Bouna AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Cinq orpailleurs du parc de la Comoé condamnés à quatre mois de prison APS INVESTISSEMENT ET CONSOMMATION, LEVIERS DU PROGRAMME DE RELANCE ÉCONOMIQUE (MINISTRE) GNA Bui Dam fisher folks defy COVID-19 safety protocols

Covid-19 dificulta implementação de programas e projectos – PR


  29 Mai      0        Politics (8613),

   

Luanda, 29 de Maio (ANGOP) – O Presidente da República, João Lourenço, afirmou nesta sexta-feira, 29, em Luanda, que o novo coronavírus, associado à queda do preço do barril de petróleo no mercado internacional, trouxe consequências negativas à economia de Angola, dificultando a implementação de programas e projectos.

Ao discursar no encontro com a sociedade civil sobre o impacto da covid-19 na economia e na vida das famílias, o Chefe de Estado sublinhou que os recursos dos petróleos representam, para Angola, mais de 60 por cento das receitas tributárias e mais de 90 por cento das receitas de exportação.

Lembrou, na sua intervenção no Centro de Convenções de Talatona, que de Janeiro a Março do ano em curso, o preço do petróleo, principal produto de exportação do país, sofreu uma queda de 67 por cento, tendo o barril passado de 69 dólares norte-americanos para 22.

Enfatizou que os efeitos desta situação, desfavorável para a economia nacional, causaram também a redução das receitas cambiais e, consequentemente, a diminuição da capacidade de pagamento ao exterior, e a redução das receitas fiscais do Estado, o que dificulta a implementação de muitos programas e projectos.

Recordou que, para fazer face à essa situação, o Executivo adoptou medidas de apoio às empresas e famílias, com destaque para a revisão do Orçamento do Geral Estado (OGE) para 2020.

Angola vem de um Estado de Emergência que se estendeu por dois meses e, desde terça-feira, vive uma fase diferente de excepção, a Situação de Calamidade Pública, que se prolongará enquanto se mantiver o risco de propagação massiva da pandemia.

Para esta fase, foram decretadas medidas que visam garantir melhor equilíbrio entre a estratégia sanitária de prevenção e combate à covid-19 e a necessidade de se relançar, gradualmente, a actividade económica e o regresso à normalidade da vida social.

Dans la même catégorie