ACAP La Commission nationale de lutte contre la prolifération des armes légères et de petits calibres à désormais un siège AGP Six morts et 2 blessés dans deux accidents de la circulation à Essassa et à Kango APS CASAMANCE : UN LOT D’ÉQUIPEMENTS AGRICOLES REMIS AUX PAYSANS DU BLOUF APS UN ÉCRIVAIN ÉVOQUE LA CHALEUR HUMAINE DU SANDAGA DE SON ENFANCE APS COVID-19 : LES DROITS ET LA SANTÉ DES FEMMES « MIS À L’ÉPREUVE » (ENQUÊTE) ANGOP PR augura reforço da cooperação com Malawi ANGOP Covid-19: Angola sem registo de casos positivos nas últimas 24 horas MAP Souss-Massa: Les examens du Baccalauréat se poursuivent dans « d’excellentes conditions » (Responsable) AGP Dubréka-Société : 06 morts et 04 blessés sur la nationale N°3 à Gbantama. AGP Guinée/politique : Lancement du mouvement Nouvelle Génération Politique (NGP)

Covid-19: PR convicto de que o país entrará numa nova fase de reatamento da sua vida e da ‘normalização’ progressiva


  1 Juin      0        LeaderShip Feminin (5268),

   

Cidade da Praia, 01 Jun. (Inforpress) – O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, manifestou a sua convicção de que o país entrará numa nova fase de reatamento da sua vida e da ‘normalização’ progressiva, após o fim do estado de emergência.
Numa publicação nas redes sociais, o Chefe de Estado, após uma reunião interna de trabalho e reflexão sobre a adaptação da acção presidencial no pós-estado de emergência, explicou que com o país a retomar, ainda que lentamente, o ritmo das suas actividades económicas e sociais, todos se preparam para uma nova fase do quotidiano.
De acordo com a sua comunicação, com os resultados até agora alcançados e com o ritmo do contágio, pelo vírus, sob controlo, disse estar certo de que, com o “contributo de todos”, o país entrará numa nova fase de reatamento da sua vida e da “normalização” progressiva.
Segundo apontou, utilizando as novas tecnologias e com visitas programadas a diversas instituições, eventualmente algumas deslocações a municípios, “de acordo com as condições de segurança possíveis”, irá acompanhar o desenrolar desta abertura.
“Irei acompanhar essa abertura, programada por fases, procurando ouvir os representantes dos vários sectores, de forma a inteirar-me do andamento e evolução da situação”, lê-se na publicação.
Por outro lado, Jorge Carlos Fonseca destacou todos aqueles que, “desde o início”, têm estado na “chamada linha da frente”.
Referiu que são várias as instituições e profissionais que “vêm lutando, todos os dias, de forma incansável”, para que a segurança de todos, “a vários níveis”, seja garantida e para que o plano de combate ao vírus tenha “sucesso”.
“Cabe ao Presidente da República levar esse conforto e estímulo a todos esses sectores, do qual dependem os resultados positivos que vimos alcançando”, sublinhou.
Ajuntou que os efeitos desta pandemia “são ainda incalculáveis”, sobretudo do ponto de vista económico, junto das populações mais vulneráveis.
Por isso, sublinhou, as populações, o seu bem-estar, a sua condição de vida, estará sempre “em primeiro lugar”, nas suas preocupações, nas cidades, em todos os concelhos, mas “sobretudo no campo”, onde a realidade, o dia a dia, “continua marcado” por dificuldades de vária ordem.
O Presidente da Republica informou também que recebeu e tratou correspondências relativas à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), nomeadamente a próxima Cimeira de Chefes de Estado e de Governo e a eleição do secretário-executivo.
Além disso, revelou que recebeu mensagem do Presidente Putin, da Federação Russa, a propósito do Dia da África e uma comunicação sobre a realização, por vídeo-conferência, da Cimeira extraordinária dos países ACP (África, Caraíbas e Pacífico).

Dans la même catégorie