MAP Liban : 80.000 enfants déplacés suite aux explosions de Beyrouth (ONU) MAP Zimbabwe : le nombre d’infections au coronavirus a doublé en deux semaines (ONU) MAP Covid-19: feu vert pour les festivals et les évènements culturels au Québec MAP Algérie : Effondrement de trois maisons et fissures dans une trentaine d’autres suite à un séisme à Mila APS DÉCÈS DU KHALIFE DE MÉDINA BAYE : MACKY SALL REÇOIT LES CONDOLÉANCES DE MUHAMMADU BUHARI VIA DES ÉMISSAIRES APS LA BAISSE DE LA CRIMINALITÉ S’EST POURSUIVIE EN JUILLET, SELON LA POLICE APS UN DE SES VOLONTAIRES ACCUSÉ D’ATTOUCHEMENTS SEXUELS, LA CROIX-ROUGE INVOQUE SES EFFORTS ET SON ACTION GNA Management of Bright SHS condemns act of violence GNA WASSCE: GES dismisses 14 students; interdicts three teachers for indiscipline GNA Parliament approves GH¢11.9 billion for government to meet public expenditure

Covid-19/Governo permite reabertura ao público de igrejas, mesquitas e outros rituias tradicionais


  10 Juillet      4        LeaderShip Feminin (5945),

   

Bissau, 10 Jul 20 (ANG) –  O Governo voltou a autorizar a  liberdade religiosa coletiva nas igrejas, mesquitas, locais de culto e de rituais tradicionais, mas com uso obrigatório, em permanência, de máscaras, assim como a observância de regras de distanciamento físico de um metro.

A permissão  consta num despacho do gabinete do Primeiro-ministro desta quinta-feira à que a  ANG teve acesso,e  que determina ainda a higienização das mãos dos utentes à entrada e saída das igrejas, mesquitas, locais de culto e de rituais tradicionais.

Em relação ao locais de eventos religiosos nomeadamente igrejas, mesquitas, locais de culto e de rituais tradicionais o despacho indica que devem ser observadas as regras de distanciamento de um metro entre as pessoas no exterior e no interior dos lugares referidos, sendo criadas, nesses locais, as condições de acolhimento e acomodações dos utentes durante a sua permanência no exterior.

O documento acrescenta que só é permitida a abertura desses locais de culto  durante o tempo estritamente necessário para os eventos religiosos.

Segundo o despacho  é também obrigatório a instalações de postos de higienização das mãos, a limpeza e desenfectação das superfícies com frequência, em especial das áreas de maior contacto e exposição de utentes.

O Presidente da República anunciou através do Decreto Presidencial número 06/2020, o primeiro Estado de Emergência no país por razões da pandemia de Covid-19, por um período de 15 dias, que iniciou às zero horas do dia 28 do passado mês de Março do ano em curso e no qual foi também decidido fechar locais de culto, nomeadamente Mesquitas, Igrejas, piscinas, praias e complexos de lazer e desportivos.

Dans la même catégorie