GNA May 9 Commemoration: Sports Ministry condemns hooliganism at leagues centre GNA More female-led horticulture businesses benefit from HortiFresh programme GNA Entrepreneurial mothers immerse in green economy GNA GPRTU to regularise new transport fares with Government SLENA World Press Freedom Day Conference 2nd May 2022, Uruguay High-level Interventions and Ministerial Statements session SLENA World Press Freedom Day Conference 2nd May 2022, Uruguay High-level Interventions and Ministerial Statements session SLENA World Press Freedom Day Conference 2nd May 2022, Uruguay High-level Interventions and Ministerial Statements session SLENA World Press Freedom Day Conference 2nd May 2022, Uruguay High-level Interventions and Ministerial Statements session MAP Aid Al-fitr: L’Imam de la Grande Mosquée de Dakar met en avant la profondeur des relations spirituelles séculaires entre le Maroc et le Sénégal GNA Ghana thrash Guinea to progress to final round of FIFA U-17 World Cup qualifiers

Porto Novo: Água dessalinizada cumpre critérios e normas que definem requisitos essenciais de qualidade – APN


  14 Janvier      9        Environment (3540),

   

Porto Novo, 15 Jan (Inforpress) – A água dessalinizada produzida pela empresa Água do Porto Novo (APN), em Santo Antão, cumpre os critérios e as normas que definem os requisitos essenciais de qualidade da água destinada ao consumo humano, garantiu a empresa produtora.
A empresa APN assegurou, através de uma nota enviada à Inforpress, que a água dessalinizada consumida neste concelho é submetida a “um constante e rigoroso controlo de qualidade” e cumpre os requisitos estabelecidos no decreto regulamentar número 05, de 06 de Novembro de 2017.
Este decreto, de acordo com a nota emitida a propósito de uma notícia divulgada pela Inforpress intitulada “Câmara desfaz dúvidas sobre qualidade de água consumida no município”, estabelece os critérios e as normas que definem os requisitos essenciais de qualidade da água destinada ao consumo humano, bem como os sistemas de controlo, regime sancionatório e medidas de protecção, para defender a saúde humana dos efeitos adversos resultantes da eventual contaminação da água.
A unidade de dessalinização do Porto Novo, adianta a mesma fonte, dispõe dos certificados de controlo de qualidade HACCP (Análise de Pontos Críticos de Controlo) desde 2014 e ISO9001:2015 desde 2015.
“Estes certificados são renovados anualmente após auditoria da empresa acreditada APCER, sendo que ambos os sistemas implicam controlos com testes físico-químicos e análises bacteriológicos periódicos avaliados por laboratórios internos e externos”, avançou a nota.
Afora isso, anualmente, a APN submete à Agência Nacional de Água e Saneamento, enquanto regulador técnico, o Plano de Controlo da Qualidade da Água (PGQA), refere ainda a APN.
Na notícia em causa, o edil do Porto Novo, perante reclamações dos munícipes em das uma das sessões da Assembleia Municipal deste concelho, dizia não ter dúvidas de que a água dessalinizada produzida neste município é de “boa qualidade” e dispõe de “uma das melhores certificações internacionais”.

Porto Novo: Água dessalinizada cumpre critérios e normas que definem requisitos essenciais de qualidade – APN


  14 Janvier      9        Environment (3540),

   

Porto Novo, 15 Jan (Inforpress) – A água dessalinizada produzida pela empresa Água do Porto Novo (APN), em Santo Antão, cumpre os critérios e as normas que definem os requisitos essenciais de qualidade da água destinada ao consumo humano, garantiu a empresa produtora.
A empresa APN assegurou, através de uma nota enviada à Inforpress, que a água dessalinizada consumida neste concelho é submetida a “um constante e rigoroso controlo de qualidade” e cumpre os requisitos estabelecidos no decreto regulamentar número 05, de 06 de Novembro de 2017.
Este decreto, de acordo com a nota emitida a propósito de uma notícia divulgada pela Inforpress intitulada “Câmara desfaz dúvidas sobre qualidade de água consumida no município”, estabelece os critérios e as normas que definem os requisitos essenciais de qualidade da água destinada ao consumo humano, bem como os sistemas de controlo, regime sancionatório e medidas de protecção, para defender a saúde humana dos efeitos adversos resultantes da eventual contaminação da água.
A unidade de dessalinização do Porto Novo, adianta a mesma fonte, dispõe dos certificados de controlo de qualidade HACCP (Análise de Pontos Críticos de Controlo) desde 2014 e ISO9001:2015 desde 2015.
“Estes certificados são renovados anualmente após auditoria da empresa acreditada APCER, sendo que ambos os sistemas implicam controlos com testes físico-químicos e análises bacteriológicos periódicos avaliados por laboratórios internos e externos”, avançou a nota.
Afora isso, anualmente, a APN submete à Agência Nacional de Água e Saneamento, enquanto regulador técnico, o Plano de Controlo da Qualidade da Água (PGQA), refere ainda a APN.
Na notícia em causa, o edil do Porto Novo, perante reclamações dos munícipes em das uma das sessões da Assembleia Municipal deste concelho, dizia não ter dúvidas de que a água dessalinizada produzida neste município é de “boa qualidade” e dispõe de “uma das melhores certificações internacionais”.

Dans la même catégorie