AGP Guinée/Politique : Poursuite des consultations nationales APS LA MUTATION DE L’APS EN SOCIÉTÉ NATIONALE EST UNE « ÉVOLUTION MAJEURE’’, SELON SON DG APS PLAIDOYER POUR UNE APPLICATION DE LA RÉGLEMENTATION RÉGISSANT LE MÉTIER DE GUIDE TOURISTIQUE APS SURPOPULATION CARCÉRALE : LES POUVOIRS PUBLICS SONT EN TRAIN DE CHERCHER DES SOLUTIONS (MINISTRE) APS LE SÉLECTIONNEUR DU BRÉSIL CONVOQUE SES VEDETTES POUR AFFRONTER LES LIONS ET LE NIGERIA APS UN PROJET DE PLUS DE 300 MILLIONS DE FRANCS POUR ACCOMPAGNER 100 JEUNES PORTEURS DE PROJETS APS LE MÉMORIAL DE GORÉE, « UN PUISSANT INSTRUMENT DE PROMOTION DE LA RENAISSANCE CULTURELLE EN AFRIQUE’’ (MINISTRE) GNA Students urged to help fight corruption GNA « It will be unwise to expunge any portion of the amended statutes » – Dr. Amoah GNA Sissala East Assembly procures furniture for basic schools

Grupo Musical Voz de ADEVIC lança CD “Vida de um Cego” sexta-feira na Praia


  21 Mai      16        Arts & Cultures (707), Musique (148),

   

Cidade da Praia, 21 Mai (Inforpress) – O Grupo Musical Voz de ADEVIC, formado há cerca de 12 anos por deficientes visuais assistidos pela Associação de Deficientes Visuais de Cabo Verde (ADEVIC), fará sexta-feira o lançamento do seu primeiro CD intitulado “Vida de um Cego”.

O evento, a ter lugar no Palácio da Cultura Ildo Lobo, na Cidade da Praia, vai ser, segundo Carlos Mascarenhas, um dos integrantes do grupo, um momento de muita expectativa perante um público que querem que oiça a música dos deficientes visuais e os apoie.

Neste dia queremos sentir esse sentimento de reconhecimento, pois, há vários anos que vimos tentando fazer um disco e não conseguimos. Queremos muitos aplausos do público, pois, a música para nós é uma distração gratificante”, disse o guitarrista em declarações à Inforpress.

Convidado a explicar o nome atribuído ao álbum, Carlos Mascarenhas adiantou tratar-se de uma letra composta com a intenção de retratar a vida de um cego no seu dia-a-dia.

O CD conta com dez faixas e com músicas de autoria do grupo, que é formado por oito portadores de deficiência visual, que cantam e tocam violão, cavaquinho, bataria e outros instrumentos.

O grupo começou a tocar com outras pessoas, mas neste momento houve uma renovação, pelo que demos tudo para conseguir essa vitória. É claro que sem apoios e parcerias não conseguíamos”, conta Carlos Mascarenhas, sem esquecer de agradecer o produtor que fez com que o CD fosse possível.

Dans la même catégorie