ACP Ebola : 2.927 cas avec 1.961 décès et 877 guérisons enregistrés au Nord-Est de la RDC jusqu’au 21 août ACP La production d’arachides augmentée de 32.673 tonnes entre 2010-2015 ACP Reprise du flux migratoire à la frontière de la Ruzizi entre le Rwanda et la RDC ACP Plaidoyer pour la relance des travaux de la Centrale hydroélectrique de Katende ACP Le secrétaire général de l’ONU en visite bientôt dans l’Est de la RDC ACP MCPD pour la gratuité de l’éducation de base en RDC ACP L’éducation demeure le meilleur héritage à léguer à la jeunesse, selon Emery Okundji ACP Jeanine Mabunda échange avec les caucus des députés du Sud-Kivu et Maniema sur Ebola et l’insécurité AGP Gabon : La CEEAC en possession de son nouveau siège ANGOP Basketball: Angola face Czech Republic

São Vicente: Câmara trabalha plano estratégico de prevenção e gestão dos resíduos sólidos com o Governo


  23 Avril      23       

   

Cidade da Praia, 23 Abr (Inforpress) – O presidente da câmara de São Vicente disse hoje, no Mindelo, que a autarquia encontra-se a trabalhar com o Governo num plano estratégico nacional de prevenção e gestão dos resíduos sólidos.
Para além desse programa, a câmara, segundo Augusto Neves, hoje em conferência de imprensa, no Mindelo, trabalha ainda em planos operacionais em São Vicente, que consistem na implementação do sistema de recolha, transporte e valorização dos resíduos sólidos, já em curso.
Os referidos planos operacionais contemplam ainda, segundo a mesma fonte, o desenvolvimento de infra-estruturas de tratamento e destino final dos resíduos, cujos trabalhos “já vêm de longa data”, pois a câmara tem um Plano Director Municipal que muda a actual lixeira para um outro espaço, e que passará a um aterro sanitário.
Uma terceira vertente desses planos é o encerramento da actual lixeira e a requalificação ambiental.
Mesmo assim, avançou que neste momento a lixeira “está organizada”, com duas máquinas caterpillers a trabalhar diariamente, mas que, sobre a vedação da actual lixeira, a câmara “não vai fazer nenhum trabalho” nesse sentido porque a mesma vai ser desactivada.
“Temos o Plano Director Municipal aprovado, mas que não foi homologado,  e que está a ser melhorado, devido ao projecto da Zona Economia Especial de Economia Marítima, mais abrangente, e que deve integrar o plano, e com a lixeira já num outro local, transformado em aterro sanitário”, precisou Augusto Neves.
Sobre a Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), da Ribeira de Vinha, o presidente da câmara de São Vicente informou que, através de um financiamento do Fundo do Ambiente, encontram-se em curso obras que consistem na limpeza das lagoas e instalação de equipamentos de controlo de qualidade das águas residuais, levantamento do muro em alvenaria de pedra basáltica, melhorando assim a vedação da ETAR, e a reparação dos rebordos de taludes  e reabilitação das passadeiras em betão, entre outros.
AA

Dans la même catégorie