ANP Le Chef de l’état reçoit l’ambassadeur de l’Arabie Saoudite AIB Le gouvernement réfléchit sur une feuille de route pour lutter contre l’extrémisme AIB Burkina : La télévision nationale ne peut résister à la concurrence (mémoire) APS La cohésion sociale et la stabilité ont été préservées (Mamadou Talla) APS Fatick : incinération de faux médicaments et du chanvre indien APS L’accompagnement des jeunes au menu de la 43ème assemblée du clergé APS Fatick : de la drogue et d’autres produits illicites parfois saisis sur des véhicules administratifs et agents de l’etat (cheffe) APS le G7 réaffirme son engagement et sa disponibilité en faveur d’un dialogue social de qualité APS Négociations avec les enseignants : Mamadou Talla s’engage à respecter « ses’’ engagements AGP Boké : le Consortium SMB-Winning indemnise 102 personnes à plus de 8 milliards GNF

São Vicente: Câmara trabalha plano estratégico de prevenção e gestão dos resíduos sólidos com o Governo


Cidade da Praia, 23 Abr (Inforpress) – O presidente da câmara de São Vicente disse hoje, no Mindelo, que a autarquia encontra-se a trabalhar com o Governo num plano estratégico nacional de prevenção e gestão dos resíduos sólidos.
Para além desse programa, a câmara, segundo Augusto Neves, hoje em conferência de imprensa, no Mindelo, trabalha ainda em planos operacionais em São Vicente, que consistem na implementação do sistema de recolha, transporte e valorização dos resíduos sólidos, já em curso.
Os referidos planos operacionais contemplam ainda, segundo a mesma fonte, o desenvolvimento de infra-estruturas de tratamento e destino final dos resíduos, cujos trabalhos “já vêm de longa data”, pois a câmara tem um Plano Director Municipal que muda a actual lixeira para um outro espaço, e que passará a um aterro sanitário.
Uma terceira vertente desses planos é o encerramento da actual lixeira e a requalificação ambiental.
Mesmo assim, avançou que neste momento a lixeira “está organizada”, com duas máquinas caterpillers a trabalhar diariamente, mas que, sobre a vedação da actual lixeira, a câmara “não vai fazer nenhum trabalho” nesse sentido porque a mesma vai ser desactivada.
“Temos o Plano Director Municipal aprovado, mas que não foi homologado,  e que está a ser melhorado, devido ao projecto da Zona Economia Especial de Economia Marítima, mais abrangente, e que deve integrar o plano, e com a lixeira já num outro local, transformado em aterro sanitário”, precisou Augusto Neves.
Sobre a Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), da Ribeira de Vinha, o presidente da câmara de São Vicente informou que, através de um financiamento do Fundo do Ambiente, encontram-se em curso obras que consistem na limpeza das lagoas e instalação de equipamentos de controlo de qualidade das águas residuais, levantamento do muro em alvenaria de pedra basáltica, melhorando assim a vedação da ETAR, e a reparação dos rebordos de taludes  e reabilitação das passadeiras em betão, entre outros.
AA

Dans la même catégorie