- FAAPA FR - https://www.faapa.info -

Presidente da República recebeu delegação do MpD no quadro dos resultados eleitorais

Cidade da Praia, 22 Abr (Inforpress) – O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, recebeu quarta-feira uma delegação do MpD, no quadro da auscultação dos partidos políticos sobre a indigitação do primeiro-ministro, na sequencia dos resultados das eleições legislativas do passado 18 de Abril.

À saída do encontro com o chefe de Estado, a secretária-geral do Movimento para a Democracia (MpD), Filomena Delgado, revelou à imprensa que a sua delegação conversou com Jorge Carlos Fonseca sobre o processo eleitoral e que se tratou de uma audiência no quadro da auscultação que está a fazer a todos os partidos com assento parlamentar.

Instada por que razão ainda não se conheceram os resultados do círculo eleitoral da Europa e resto do mundo, Filomena Delgado escusou-se a comentar, alegando que compete à Comissão Nacional de Eleições (CNE) esclarecer.

“…Tudo aponta para que haja um deputado para cada um dos partidos políticos, MpD e PAICV”, prognosticou a secretária geral do MpD.

Relativamente à auscultação dos partidos políticos antes da publicação dos resultados definitivos, disse ser “normal”, acrescentando que neste momento há dados que apontam para a vitória do MpD.

Não houve indigitação de ninguém. Não se falou em nomes”, acrescentou Filomena Delgado.

Sobre os próximos passos no que tange à nomeação do primeiro-ministro afirmou que se deve aguardar a publicação dos resultados definitivos para se avançar com o processo.

Além dos representantes do MpD e do PAICV, o Presidente da República reuniu-se em plataforma digital com o líder da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), António Monteiro, a partido da cidade do Mindelo, São Vicente.

De acordo com os dados provisórios, disponibilizados no site oficial, www.eleicoes.cv, o MpD venceu o pleito com 110.117 votos (48,8%) e uma maioria absoluta no parlamento, com 37 deputados, de um total de 72.

O PAICV obteve 86.948 votos (38,5%) e 29 deputados, estando ainda por distribuir dois deputados relativos ao círculo da Europa e Resto do Mundo.

A UCID, que concorreu também aos 13 círculos eleitorais, conseguiu 19.872 votos (8,8%) e quatro mandatos entre os 72 eleitos, aumentando o seu score parlamentar, que era de três.

As restantes três forças políticas concorrentes, Partido do Trabalho e da Solidariedade (PTS), Partido Popular (PP) e Partido Social Democrático (PSD) não conseguiram eleger qualquer deputado.

A abstenção, segundo os dados provisórios, aumentou face a 2016, situando-se agora nos 42,5%.

Às legislativas de domingo, 18, para a eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais 10 no País e três na diáspora, concorreram seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorreram em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e os três da diáspora) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).