- FAAPA FR - https://www.faapa.info -

Turismo/Jornada  “Turismo Académico” recomenda maior atenção sobre  problemática de exploração de menores

Bissau, 27 Set 21 (ANG) – Os participantes da Jornada Universitária de Turismo Académico que decorreu de 20 à 27 de corrente mês recomendaram, em resoluções,  que a problemática de abuso e exploração de menores  pelos turistas estrangeiros e nacionais, seja  encarrada com maior seriedade pelas autoridades nacionais e organizações de defesa das crianças.

Durante sete dias, os participantes da Jornada universitária de Tusrismo Académico abordaram temas como: Impato Socioeconómico do Turismo, Turismo e Cultura:que modelo para a Guiné-Bissau?, O desenvolvimento sustentável do turismo vs Turismo de Tabanca, Guiné-Bissau, um destino ímpar:que modelos de marketing turístico para o mercado nacional e internacional? , entre outros.

Questionado das deligências que a sua instituição está a fazer para banir a situação de abuso e exploração de menores pelos turistas, o Coordenador do Curso de Turismo e Gestão Hoteleira do Instituto Politécnico Nova Esperança(iIP9)Valdir da Silva disse  que enquanto promotores do turismo nacional vão tomar todas as deligências, inclusive abrir um canal de diálogo com o governo e as instituições privadas que trabalham na defesa dos direitos de crianças para resolver essa situação.

“Nós sabemos que há atores ou operadores turísticos que promovem, em conluio, com alguns guineenses da esfera social muito alta,que apoiam e incentivam esta prática ao nível nacional”, revelou, valdir, acrescentando que quando se explora uma criança mata-se o seu futuro, a sua perspetiva de crescimento psicológico e inteletual.

Ao responder a questão sobre o prazo que o IP9, em colaboração com outras instituições determinam para o combate a esse fenómeno de abuso e exploração das crianças, Valdir disse que vai ser um trabalho de médio e longo

Adiantou que no dia 25 de junho de 2022 que também é o dia dos turismólogos do IP9, vão lançar, em todo o território nacional, a campanha de sensibilização contra o turismo sexual implicando  crianças.

Disse  que o IP9 propõe as universidades Colinas de Boé e Amilcar Cabral a assinatura de um acordo de parceria para potenciar a cultuta turística nacional, a fim de divulgar as zonas turísticas e suas potencialidades de todo o território nacional.

 Ainda vão propor ao governo a institucionalização do Dia Nacional do Turismo.

Em relação as infraestruturas, as mesmas  resoluções apresentadas  esta segunda-feira pela Nhimanan Euriza Naiá indicam  que não existem infraestruturas rodoviárias, de transporte aéreo e marítimo sobretudo para a ligação com o arquipélago de Bijagós nem  infraestruturas de comunicação de qualidade.

“Também não há postos sanitários com condições mínimas para socorrer aos turistas, hóspedes e viajantes regular, não existem postos de segurança no interior, centros de informação turística nas fronteiras e muito menos um sítio na internet onde se possa adquirir informações úteis sobre os país, e assim como nã existem instituições académicas e do ensino a cultura turística para os alunos e estudantes”, frisou Naiá.

Hoje celebra-se o Dia Mundial do Turismo, que começou  a ser celebrado desde 27 de setembro de 1980, pela Organização Mundial de Turismo. A data foi estabelecida pela III conferência da Assembleia Geral da OMT, em Torremolinos (Espanha), em setembro de 1979 e este ano é celebrado sob o lema: “Turismo para um crescimento inclusivo”.