GNA Covid-19, more people queue to vaccinate in New Juaben North GNA Government cannot renege on its responsibility – Tema East MP GNA Ayorkor Botchwey calls for strengthening of Ghana-São Tomé and Príncipe relation GNA Give financial institutions confidence to lend to private sector– Dalex GNA AfCFTA/China sign MoU on establishing Expert Group on Economic Cooperation APS ATELIER DE RESTITUTION SUR LA RÉFORME DES TEXTES RELATIFS À LA DÉCLARATION DE PATRIMOINE, MARDI APS MOLY KANE REMPORTE LE POULAIN D’OR DE LA 27E ÉDITION DU FESPACO APS MACKY SALL PLAIDE POUR UN FONDS AFRICAIN DE PROMOTION DU CINÉMA APS COVID-19 : UN DÉCÈS ET 2 NOUVEAUX CAS APS CANCER DU COL DE L’UTÉRUS ET DU SEIN : 217 FEMMES DÉPISTÉES À TOUBA

AFRICOM: Ilha do Sal acolhe durante cinco dias o 13º Simpósio Africa Endeavor 2018 (AE-18)


Espargos, 30 Jul. (Inforpress) – Militares de mais de 40 países africanos e dos Estados Unidos da América encontram-se reunidos, em Santa Maria, na ilha do Sal, no 13º Simpósio – Africa Endeavor 2018 sobre segurança cibernética.

A conferência de imprensa que marcou o arranque do evento, coorganizado pelo Ministério da Defesa e o Comando dos Estados Unidos para África (US AFRICOM), foi presidida hoje pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que chamou a atenção à “utilidade” de Cabo Verde em acolher eventos desta natureza.

“Trata-se de um momento alto, não só para a nossa relação com o Estados Unidos da América como para a nossa importância enquanto país africano, localizado nesta região que deve ser valorizada pelas oportunidades, e por isso, no que comporta a ameaças temos sempre interesse estratégicos em tudo que diga respeito à segurança do nosso país e da nossa região”, aclarou o primeiro-ministro.

Ulisses Correia e Silva entende ainda que os países para fazerem face às ameaças, mesmo que sejam remotas, devem ter instituições fortes, bem preparadas que possam partilhar aquilo que se faz de melhor relativamente ao uso das comunicações e acções de informação que facilitem e permitem tomar medidas acertadas e em tempo útil.

Em representação do Comando dos Estados Unidos para a África, o General do corpo de fuzileiros navais dos EUA, Thomas D. Waldhouser explicou a motivação dos EUA na promoção deste simpósio, visando desenvolver a segurança e a telecomunicação com os seus parceiros e “equilibrando aquilo que deverá ser uma interpretação comum para uma melhor resposta em caso de ameaças ou catástrofes”.

O principal objectivo do evento, ajuntou, é o de aumentar as capacidades de comando, controlo e comunicação das nações africanas, encorajando tácticas, treino e procedimentos interoperáveis e criando documentos normativos que suportam a interoperabilidade, permitindo que esses países possam oferecer apoio nesta matéria às forças da União Africana e às forças de alerta africanas envolvidas em missões de assistência humanitária, desastres e manutenções de paz etc.

PE/ZS

Dans la même catégorie