ACP Ituri : parution de l’ouvrage «Ensemble nous pouvons » pour la cohésion dans la diversité ACP Équateur : Cri d’alarme pour la protection des forêts à Losanganya ACP Ecologie : la RDC élue à la présidence du Comité d’Ethique d’une fédération africaine ACP Kinshasa : 262 patients retenus pour la deuxième campagne des chirurgies gratuites de cataracte ACP Kinshasa : campagne de sensibilisation des parents d’élèves à la lutte contre la poliomyélite ACP RDC : 810 femmes bénéficiaires des soins gratuits contre la fistule obstétricale ACP Kinshasa: des cambistes sensibilisés sur l’instruction administrative organisant le secteur ACP Kasaï-Oriental: construction d’une déviation pour la reprise du trafic sur la nationale 1 ACP Maniema : La 2ème phase de la campagne de vaccination contre la Poliomyélite, annoncée à Kindu APS MONDE-SANTE-FINANCEMENT / A Genève, Ibrahima Sy souligne la nécessité d’investir dans la promotion de la santé

Agricultura/ONG Tiniguena capacita mulheres das comunidades agrícolas em matéria de avaliação de semente de arroz


  15 Avril      9        Agriculture (4179),

 

Bissau, 15 Abr 24 (ANG) – A ONG Tiniguena está a levar a cabo ações de capacitação das mulheres das comunidades agrícolas das regiões de Oio, Quinará e Bafatá, em matéria de avaliação de sementes de arroz.

De acordo com as informações publicadas pelo Gabinete de Comunicação e Marketing da Tiniguena, na sua página oficial no facebook,  ações formativas semelhantes foram realizadas  nas regiões  de Oio e Bafatá , devendo a de Quinara acolher a mesma formação, na próxima semana.

As referidas ações de capacitação se realizam  no âmbito da capacitação às mulheres das  Comunidades Agrícolas do país, no quadro do  projeto  EGALE-AO, que visa “Reforçar a Igualdade de Género, através da Agroecologia Liderada por Mulheres na África Ocidental.

“No quadro do projeto EGALE-AO, Tiniguena promove formações sobre avaliação de sementes de arroz nas referidas três comunidades, visando atingir diretamente 150 indivíduos provenientes das 16 comunidades participantes no projeto assim como de 16 associações e 5 agrupamentos de mulheres”, lê-se na nota informativa.

De acordo com o documento, a referida formação tem como fim, capacitar as mulheres em métodos de produção de sementes de arroz para  aumentar o seu nível de conhecimento sobre a produção de sementes deste tipo.

“O nível de alerta sobre o estado da produção de sementes face à completa dependência de mercados externos para a sua aquisição, justifica a necessidade de capacitar as mulheres e os agricultores familiares locais sobre as metodologias e os benefícios desta etapa produtiva, e focar a formação nas sementes de arroz por ser a base de alimentação dos guineenses, e de todas as comunidades da amostra”, refere a nota.

O projeto EGALE-AO é financiado pelo governo canadiano em parceria com a ONG Feminista Inter Pares. Tem como perspetiva, uma noção de segurança das sementes e da resiliência produtiva face às vulnerabilidades do mercado e reforço do sistema de segurança das sementes nas comunidades das zonas
de incidência do mesmo projeto.

Dans la même catégorie