APS TOURNOI DE DUBAÏ : UNE DÉFAITE QUI OBLIGE LES LIONS À GAGNER LE DERNIER MATCH, SELON LEUR COACH APS TOURNOI U20 UAFA : MALICK DAFF SALUE LA BONNE ENTAME DE SON ÉQUIPE APS USSEIN : LES RECOMMANDATIONS DU CONSEIL ACADÉMIQUE POUR UNE REPRISE DES COURS DANS LES MEILLEURS DÉLAIS APS CÉRÉMONIE DE RESTITUTION DE L’INVENTAIRE SUR LE PATRIMOINE CULTUREL IMMATÉRIEL, MARDI APS QUATRE CAS COVID DÉTECTÉS AU SEIN DE LA DÉLÉGATION SÉNÉGALAISE, LE MATCH-TEST CONTRE L’ALLEMAGNE ANNULÉ (FSB) APS TAÏBA NIASSÈNE : DES SEMENCES D’ARACHIDE ’’SUR UNE ÉCHELLE DE 1000 HA’’ OCTROYÉES À DES PRODUCTEURS APS PROMOGED : PLUS DE 200 MILLIARDS MOBILISÉS POUR UNE GESTION RATIONNELLE DES DÉCHETS AU SÉNÉGAL APS DIOURBEL : LE DRDR SATISFAIT DU NIVEAU DE MISE EN PLACE DES SEMENCES APS MACKY SALL FAVORABLE À UNE REDÉFINITION DU CADRE INSTITUTIONNEL DU SECTEUR DU NETTOIEMENT GNA Rampant Hearts edge Legon Cities to go top

António Monteiro lança hoje o livro “Ulisses, Governar Diferente”


  31 Octobre      15        Livres (163),

   

Cidade da Praia, 31 Out (Inforpress) – O jornalista António Monteiro, lança hoje, 31, na cidade da Praia, na Assembleia Nacional, o livro “Ulisses, Governar Diferente”.

Com esta obra, resultante de uma conversa de vários meses e longas horas com o actual primeiro-ministro cabo-verdiano, o jornalista trás ao público o percurso do homem falando da sua infância, juventude e vida universitária em Portugal, com pormenores que eram desconhecidos do público.

O livro, explicou o autor em entrevista à Inforpress, retrata também o regresso a Cabo Verde, após a universidade, o primeiro emprego, a vivência da transição política, assim como a aspiração da sua governação, passando revista da economia, cultura à saúde, requalificação urbana e relações externas.

“Ficamos a conhecer melhor o homem que dirige o País e o seu pensamento, bem como o que pode os cabo-verdianos esperarem do seu Governo. Estamos perante um livro intenso e verdadeiramente singular, em que o entrevistado diz que todos os governos fazem coisas boas e más, mas que a gestão governativa não se faz por contabilidade”, disse.

Cada governo, indica o entrevistado no livro a ser publicado, faz aquilo que pode e com o qual se comprometeu e depois os resultados serão avaliados.

Entretanto, para que os resultados venham ao encontro das expectativas dos cabo-verdianos e dos compromissos assumidos, revela o autor, Ulisses Correia e Silva diz que é necessário fazer diferente, pois, quem faz sempre as mesmas coisas, obtém sempre os mesmos resultados.

“Segundo as suas palavras, em 2016 Cabo Verde era um país com taxas de desemprego muito elevada, nível de endividamento muito alto, e com quase saturação do potencial de crescimento”, sublinha o autor dando pistas aos leitores de algumas passagens do livro.

O autor que falou sobre o título no que se relaciona com a diferença que a governação de Ulisses Correia e Silva podia ditar, sublinhou que nas suas decretações o primeiro-ministro reconhecia que fazer diferente, “de per si”, não é garantia de sucesso governativo.

Ela surge da necessidade de fazer coisas diferentes para elevar o nível de crescimento do país e tornar a máquina pública mais eficiente e mais focalizada no serviço público, citação do entrevistado na obra.

Fazer diferente, em primeiro lugar, a nível da atitude do exercício da actividade política, na sua opinião, começava com a mudança de atitude no exercício da actividade política, acrescenta o autor.

“Ele cita como exemplo de diferença, a mudança de atitude no relacionamento com os municípios em que o Governo deixa de competir com eles, delegando-lhes mais competências e mais recursos independentemente da sua cor política”, disse.

António Monteiro, jornalista, é natural de São Lourenço dos Órgãos e iniciou a sua carreira profissional em 1977 como repórter do jornal Voz di Povo, tendo desempenhado funções de chefe de departamento de Programas da RTC-TV (1996/1997) e chefe do departamento de programas da RTC-Rádio (1997/1998).

O jornalista foi ainda presidente do Instituto de Promoção Cultural (1999/2001) e publicou em 2008 o livro “Primeira Antologia Pessoal”, uma compilação de contos. Actualmente desempenha as funções de director-adjunto do jornal Expresso das Ilhas.

Dans la même catégorie