MAP Accra: La Cédéao décide de maintenir la suspension de la Guinée de toutes ses instances et réclame la tenue des élections dans un délai de six mois (Communiqué) MAP Neuf civils tués dans une frappe aérienne au Nigeria (officiel) MAP Guinée: fin du premier épisode du virus de Marburg en Afrique de l’Ouest (OMS) MAP Le gouvernement éthiopien appelle à une action immédiate pour ramener une centaine de camions pas revenus du Tigray GNA ASF Outbreak: Over 200 pigs dead, seven farms affected GNA Felix Annan ends 10-year stay with Kotoko APS AFROBASKET 2021 : LES LIONNES ENTRENT EN LICE FACE À LA GUINÉE, SAMEDI APS CORONAVIRUS : 01 DÉCÈS ET 26 NOUVELLES INFECTIONS ANNONCÉS INFORPRESS São Vicente: Presidente da UCID volta a apelar para mudança de medida de coacção de Amadeu Oliveira “que está doente” INFORPRESS Futebol: Cabo Verde mantém-se no 77º lugar do ranking da FIFA

Boa Vista: Proprietários de terreno na zona sul do aeroporto “insatisfeitos” com a espera de uma decisão sobre licença para a construção


  5 Août      14        Travaux publics (387),

   

Praia, 05 de Ago (Inforpress) – Os proprietários de terreno a Sul do Aeroporto, no Rabil, dizem estar “insatisfeitos e não vêem solução” para resolver o problema dos lotes adquiridos, onde não conseguem licença para a construção, devido a proximidade da parcela com o aeroporto.
O colectivo dos proprietários dos terrenos a Sul do aeroporto na ilha de Boa Vista fez esta denúncia, à saída de uma reunião entre a Câmara Municipal e a Agência Aviação Civil,  que tinha como propósito esclarecer os proprietários sobre a não atribuição de pareceres para construir naquela zona.
Durante a reunião, o inspector da Agência de Aviação Civil (AAC) Hermes Duarte esteve a mostrar imagens da agência que ilustraram a zona de influência das áreas de servidões aeroportuária.
“O problema da zona de Rabil é que o aeroporto fica numa costa mais alta, e Rabil fica numa zona mais alta. Esta zona tem cerca de quatro servidões, uma situação crítica para Rabil. Temos duas zonas, A e a zona B, que é mais sensível, onde há condicionantes de construção dependentes de utilização do que é que vai ser feito”, afirmou o inspector, reafirmando que “a intenção é sempre garantir a segurança de pessoas e bens na superfície”.

Dans la même catégorie