AIP L’administration du lycée moderne d’Issia mécontente des résultats du premier trimestre AIP Le lycée moderne de Prikro enregistre un taux de réussite de 48% au premier trimestre AIP Le secteur informel de Ferkessédougou sensibilisé sur les avantages de la loi de finance AIP Un camion de transport termine sa course dans une résidence à Dabakala INFOPRESS Ministro da Saúde reitera que director-geral da OMS visita Cabo Verde este ano APS LE RÈGLEMENT SANITAIRE INTERNATIONAL, À L’AUNE DE LA CRISE DU COVID INFORPRESS Fogo: Câmara de São Filipe prevê reactivar biblioteca municipal este ano – plano de actividades APS BBY REMPORTE 13 DES 17 COMMUNES DU DÉPARTEMENT DE LOUGA APS CAN 2021 : UN QUART DE FINALE POUR EFFACER LA MALDONNE ÉQUATO-GUINÉENNE APS MATAM : BBY MAJORITAIRE AU CONSEIL DÉPARTEMENTAL ET DANS SEPT DES 10 COMMUNES

Cabo Verde vai implementar programa permanente e integrado de prevenção e monitorização sobre deportação nos EUA


  31 Juillet      48        Migration (286), Société (37926),

   

Cidade da Praia, 31 Jul (Inforpress) – Cabo Verde vai implementar proximamente, por resolução, um programa permanente e integrado de prevenção, monitorização e reintegração relativo às questões de deportação nos EUA.

A informação foi avançada à Inforpress pelo embaixador do arquipélago nos Estados Unidos da América (EUA), Carlos Veiga, explicando que a iniciativa está relacionada com as medidas de prevenção que a Embaixada tem tomado para “estancar” os repatriamentos daquele país para Cabo Verde.

De acordo com o diplomata cabo-verdiano, o programa deverá envolver em Cabo Verde, o Estado, os municípios, as organizações da sociedade civil, as representações do país, as comunidades, suas associações e trabalhadores sociais cabo-verdianos nelas radicados, os Estados e municípios de residência, organizações da sociedade civil americana e até vão tentar fazer interessar os filantropos americanos para essa iniciativa.

Segundo Carlos Veiga, esta ideia foi objecto de discussão na recente reunião do Conselho de Segurança Nacional, presidido pelo primeiro-ministro, tendo sido deliberado institucionalizar e iniciar a sua implementação.

Reconheceu, entretanto, que a implementação da mesma não será obra fácil porque há que trabalhar com “mentes humanas, valores perdidos, atitudes arreigadas, culturas adquiridas em ambientes adversos”.

CD/FP

Dans la même catégorie