MAP L’ambassadeur de SM le Roi au Caire présente ses lettres de créance au Président égyptien MAP Kenya: huit corps retrouvés dans une décharge à Nairobi (nouveau bilan) APS AG de la FSF : le comité exécutif va proposer la date du 21 septembre (président) ANP Les leaders Arabes d’Agadez et Tahoua reçus par le Président du CNSP APS Acteurs politiques, société civile et universitaires planchent sur l’intégrité du système électoral APS Zone des Niayes : des producteurs listent les défis et proposent des solutions APS Le président Faye aborde les urgences sociales, la fiscalité, l’emploi, ses rapports avec le Premier ministre, etc APS AVC: un neurologue alerte sur les cas d’hospitalisations de sujets de plus en plus jeunes AIP La lutte contre la déforestation devrait s’inscrire dans un cadre de coopération sud-sud (Le président CESEC) MAP Niger : 22 terroristes « neutralisés » par l’armée dans l’ouest

CEDEAO lança plataforma para facilitar e melhorar a integração dos imigrantes em Cabo Verde


  10 Juin      49        Economie (21743), Société (45887),

 

Cidade da Praia, 10 Jun (Inforpress) –A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) lançou hoje, na cidade da Praia, uma plataforma que visa facilitar e melhorar a integração dos imigrantes em Cabo Verde, para uma “maior integração regional”.
Denominada Plataforma Nacional da Cooperação Transfronteiriça em Cabo Verde – Programa de Apoio à Cooperação Transfronteiriça da CEDEAO (ECBCSP) – 2023-2027, o acto foi presidido pelo director de Livre Circulação de Pessoas e de Migração da CEDEAO, AlbertSiawBoateng e pela coordenadora da Célula Nacional da CEDEAO em Cabo Verde, Isa Morais.
Esta que realçou, na ocasião, a importância desta plataforma e explicou que a ideia é dotar o país com capacidade de identificar projectos concretos que terão um impacto positivo na vida dos cidadãos da comunidade em Cabo Verde
“Na verdade, é um comitê de pilotagem que vai monitorizar todos os projectos que serão submetidos à CEDEAO para financiamento no âmbito da livre circulação de pessoas e migrações”, precisou.
O instrumento não só proporcionará os meios necessários para delinear e executar projectos de desenvolvimento eficazes, como também permitirá uma avaliação contínua das necessidades emergentes e das oportunidades de melhoria, garantindo que as mesmas sejam adaptadas de forma dinâmicas as realidades do país, envolvendo diferentes sectores e assegurando uma abordagem inclusiva e colaborativa.
“Neste sentido vai ser assinado um protocolo entre a comissão da CEDEAO e a plataforma nacional onde serão definidas as obrigações e as responsabilidades de ambas as partes”, disse a coordenadora, que avançou que após a assinatura do acordo os projectos nacionais vão ter financiamento.
Neste âmbito, o projecto “Fortalecendo Oportunidades e Fomentando a Integração: Permanência Regular, Atividade Económica e Participação Social de imigrantes de países da CEDEAO em Cabo Verde”, levado a cabo Alta Autoridade para a Imigração (AAI), vai ser implementado
Por seu turno, o director de Livre Circulação de Pessoas e de Migração da CEDEAO, AlbertSiawBoateng, adiantou que a plataforma nacional em Cabo Verde vai identificar projectos concretos a serem implementados tendo como foco melhor a integração dos imigrantes nas ilhas.
Segundo explicou, a primeira fase do lançamento da plataforma contemplou nove países e a segunda irá beneficiar Cabo Verde, Libéria e Serra Leoa, que irão receber cada um 100 mil dólar dos doadores da CEDEAO.
« Queremos que os resultados tenham visibilidade não só na CEDEAO mas também em Cabo Verde”, precisou o director, que se mostrou confiante de que o país vai implementar o projeto em um curto espaço de tempo.
O Programa de Cooperação Transfronteiriça da CEDEAO (ECBCSP) 2023 – 2027, é um programa de desenvolvimento multissetorial que envolve as comunidades locais para promover o desenvolvimento socioeconómico, fomentar a paz e a segurança e gerir a migração na região.

A mesma, apoia especificamente na implementação de iniciativas e projectos de desenvolvimento comunitário que abordam as causas profundas da pobreza, da migração irregular, da instabilidade e da insegurança nos estados membros da CEDEAO.
Em 2023, Cabo Verde submeteu à CEDEAO o projecto “Fortalecendo oportunidades e fomentando a integração: Permanência regular, actividade económica e participação social de imigrantes de países da CEDEAO em Cabo Verde”, através da Alta Autoridade para a Imigração (AAI), no valor de 82 mil dólares.

Dans la même catégorie