AIP Les entreprises africaines du secteur privé invitées à s’engager davantage dans la lutte contre le paludisme dans leur pays AIP Le CNRA veut améliorer son implication dans la mise en œuvre du  » contrat de performance » lié aux actions gouvernementales AIP Déguerpissement des quartiers précaires : le ministre gouverneur Cissé Bacongo et les maires d’Abidjan s’accordent sur le mode opératoire MAP La République du Congo officiellement connectée au câble sous-marin « 2Africa » MAP La Namibie et le PAM s’associent pour renforcer la sécurité alimentaire et la gestion des catastrophes ANGOP Les États-Unis allouent un million de dollars pour un projet de biodiversité à Cuando Cubango AGP Guinée: Le mouvement syndical suspend sa grève générale UNA-ANP Médine : Début de la 44ème édition du Forum Al-Baraka sur les objectifs de la Charia et le cadre réglementaire de l’économie islamique AIB Jeux_africains 2024 : le Burkina Faso y participe avec 15 disciplines AIP L’UNESCO renforce les capacités des cadres de l’administration burkinabè en prospective stratégique

CNDHC reconhece que há ainda desafios significativos na implementação efectiva dos direitos das crianças


  7 Décembre      26        social (676),

 

Cidade da Praia, 07 Dez (Inforpress) – A presidente da Comissão Nacional dos Direitos Humanos e Cidadania (CNDHC), Eurídice Mascarenhas, reconheceu que ainda há desafios significativos na implementação efectiva dos direitos das crianças.
A responsável, que falava na cerimónia de empossamentos das crianças embaixadoras dos Direitos das Crianças, promovida pela Acrides, salientou que ganhos são visíveis e os desafios ainda demandam respostas como igualdade de oportunidades a nível de todos os concelhos, acessibilidade para crianças com necessidades especiais, bem como reforço da responsabilidade parental.
“Apesar dos avanços significativos, desde a adoção da Convenção sobre os Direitos da Criança, em 1989, ainda existem desafios actuais que afectam a efectiva implementação e protevção dos direitos das crianças em todo o mundo”, disse Eurídice Mascarenhas.
“Alguns desses desafios incluem a pobreza e desigualdade, violência e abuso, acesso à educação, saúde e bem-estar, migração e refúgio, exploração e trabalho infantil”, sustentou.
Neste sentido indicou que a conscientização, bem como as acções governamentais e a colaboração internacional são fundamentais para enfrentar esses desafios e garantir que todas as crianças possam desfrutar plenamente dos seus direitos.
“No entanto, ainda há desafios significativos na implementação efectiva desses direitos e é importante continuar a promover e defender os direitos das crianças em todos os contextos, sejam eles familiar, escolar, comunitário”, explicou a presidente da CNDHC.
Por isso, enalteceu a iniciativa da Associação das Crianças Desfavorecidas (Acrides) e felicitou aos embaixadores empossados hoje, desejando-lhes sucessos nesse novo desafio que abraçaram com responsabilidade e total entrega em prol de melhoria contínua na qualidade de vida de todas as crianças em Cabo Verde.
“Todos somos poucos e o papel dos embaixadores dos direitos da criança é crucial, numa linguagem de pares, ou seja, criança para criança. Com a narrativa apropriada da criança para a criança, podem identificar as soluções. Não vamos falar de problemas. Vamos ser criativos. Em cada dificuldade, procurar soluções, e nessa perspectiva, uma solução de proximidade comunitária”, sugeriu.
No total foram empossadas 21 crianças, provenientes de várias escolas da cidade da Praia, que juntamente com a embaixadora Daniel Garcia, empossada em 2022, vão ser porta-vozes na promoção dos direitos, deveres e obrigações das crianças em Cabo Verde.
Segundo a presidente da Acrides, Lourença Tavares, durante este ano, esses novos embaixadores vão ser capacitados para serem multiplicadores de pares, tendo em conta os vários problemas sociais que afectam as crianças.
O tema de destaque vai ser o uso da Internet, por forma a que tenham noção dos perigos, dos limites e do benefício que poderão tirar para eles próprios.

Dans la même catégorie