AGP Guinée/Coopération : « Je voudrais vous rassurer que nous n’avons aucune intention de garder le Pouvoir », dixit le Colonel Mamadi Doumbouya APS LANCEMENT D’UN PROGRAMME DE THÉÂTRE RADIOPHONIQUE SUR LA COVID-19 ET LA VACCINATION, LUNDI APS ELIMINATOIRES CAN 2022 : LES LIONNES S’IMPOSENT À MONROVIA APS LE DANTEC : ENVIRON 200 À 250 NOUVEAUX PATIENTS PAR AN À L’UNITÉ ONCOLOGIE DU SERVICE PÉDIATRIE (RESPONSABLE) APS SAINT-LOUIS : ÉVOLUTION SATISFAISANTE DES PROJETS DU PACASEN (COORDONNATEUR) GNA Fuel increments introduce significant cost burden on the average Ghanaian – ACEP GNA 2022 AWCON Qualifiers: Nigeria dumps Ghana’s chances of 2022 AWCON GNA Ghana holds Pre-COP26 meeting GNA Minority expresses concern over MMDCEs approval blues AGP Guinée: les nouvelles autorités du pays suppriment tous les barrages, à l’exception de ceux des frontières

Comissão da CEDEAO lança II edição do Programa de Apoio à Pesquisa e Inovação


  1 Août      22        Technologie (465),

   

Cidade da Praia, 01 Ago (Inforpress) – Os pesquisadores de Cabo Verde podem candidatar-se, até ao dia 30 de Agosto, à II edição do Programa de Apoio à Pesquisa e Inovação (PARI) lançado pela Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).
O PARI é um programa competitivo para promover a excelência científica que subsidia dois melhores projectos de pesquisa apresentados pelas equipas de pesquisa da região, através de candidaturas.
Segundo o regulamento do concurso a que a Inforpress teve acesso hoje, podem candidatar-se a este financiamento instituições de pesquisa ou laboratórios no Estado-Membro da CEDEAO, (Cabo Verde, Bénin, Burkina Faso, Côte d’Ivoire, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Libéria Mali, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa e Togo), que trabalham no campo da pesquisa em ciência, tecnologia e inovação.
O PARI tem como objectivos específicos o financiamento da investigação numa base competitiva de projectos de investigação que contribuam para a luta contra a pobreza e ter impacto no desenvolvimento da região, promover a mobilidade dos pesquisadores através do desenvolvimento de projectos regionais.
Apoiar laboratórios de pesquisa para fortalecer as suas capacidades (equipamento e conectividade), acesso à formação, contribuir para aumentar a capacidade dos jovens pesquisadores para garantir a próxima geração de cientistas das instituições de pesquisa dentro da região, são outros objectivos.
De acordo com o mesmo documento, este programa é implementado para responder aos “muitos desafios” do sector da investigação, nomeadamente, “obsolescência e degradação de equipamentos e infra-estrutura, baixa produção de pesquisadores, desenvolvimento programas de pesquisa regional”.

Dans la même catégorie