GNA COVID-19: GHS to source more vaccines GNA NYA develops programme framework to encourage youth volunteerism GNA Diasporan Africans in Canada donate to Street Academy APS CORONAVIRUS : 712 NOUVELLES CONTAMINATIONS ET 05 DÉCÈS ANP Niger : Les épreuves écrites de la session 2021 du baccalauréat, prévues pour le 27 juillet, reportées au 4 août prochain ANP Le Niger se dote d’une stratégie nationale de couverture sanitaire universelle pour la période 2021-2030 ACAP Plus de 300.000 doses de vaccin Johnson-Johnson offertes à la RCA ACP Les ministres provinciaux de l’éducation invités à lutter contre les antivaleurs dans leurs entités ACP Sud-Kivu : 153 personnes touchées par la covid-19 en cette troisième vague ACP L’ambassadeur américain Mike Hammer visite le barrage d’Inga

Covid-19/Linhas de crédito: PM pede atenção especial às MPE recentemente criadas


  8 Avril      8        Politique (17866),

   

Cidade da Praia, 08 Abr (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, pediu hoje uma atenção especial, às micro e pequenas empresas (MPE) recentemente criadas como resultado do ecossistema de financiamento, salientando que é necessário “não deixar essas empresas morrerem”.
“Temos vários pequenos negócios, startups, que são as empresas que beneficiaram das linhas de créditos normais que foram contratualizadas e que devemos acautelar. Não deixá-las morrer. Muitos desses negócios têm por de traz jovens que apostaram, criaram emprego para si próprio e para os outros. Portanto, é termos uma atenção especial para esse nicho”, disse.
Ulisses Correia e Silva, que falava durante um encontro com os representantes dos bancos comerciais e as seguradoras, na cidade da Praia, frisou que essas pequenas empresas têm pouco tempo de vida e, de repente, estão expostas à crise provocada pela pandemia da covid-19.
“Essa crise acaba por atingir a todos, particularmente esses que são ainda muito frágeis e, por isso, chamamos uma atenção especial a essa situação”, acrescentou.
Durante o encontro Ulisses Correia e Silva pediu celeridade na implementação das medidas excepcionais tomadas para proteger as empresas, o emprego e garantir rendimento às famílias.
Como forma de ajudar as empresas a fazer face às dificuldades decorrentes da crise provocada pela pandemia, o Governo tomou várias medidas para garantir liquidez e tesouraria às empresas, nomeadamente a criação de quatro linhas de crédito cuja taxa de juro máxima não deve ultrapassar os 3%, e concedeu moratórias, ou seja, a suspensão no pagamento dos créditos bancários até 30 de Setembro.
Direccionada para as micro empresas foi criada uma linha de crédito com o montante total de 300 mil contos que poderá ser reforçado em caso de necessidade. A orientação é para a atribuição do montante máximo de 1.500 contos, com 100% de garantia do Estado.
Foi ainda criada uma outra linha de crédito de um milhão conto para as pequenas e médias empresas em todos os sectores da actividade com garantia até 100%, dependendo da análise caso a caso.
Cabo Verde registou até este momento sete casos confirmados da Covid-19 e uma morte. Os casos foram registados nas ilhas da Boa Vista, cidade da Praia, ilha de Santiago e em São Vicente.
O país está desde o dia 29 de Março em estado de emergência, decretado pelo Presidente da República, por um período de 20 dias, como forma de reduzir a disseminação do vírus.
A situação levou a diversas restrições, designadamente o impedimento de realização de viagens inter-ilhas e internacionais e o encerramento de diversas instituições públicas e empresas públicas e privadas que prestam serviços e comercializam bens e produtos que não são de primeira necessidade.
A pandemia do novo coronavírus que provoca a covid-19 arrancou na China em Dezembro e já provocou mais de 1,3 milhões de infectados e mais de 90 mil mortes em todo mundo.

Dans la même catégorie