ANGOP La FILDA/2024 va mettre en exergue la production agricole familiale ANGOP L’Angola et la Namibie réfléchissent sur la réduction de la bureaucratie pour des questions de santé ANGOP L’OMS réitère son soutien à la promotion des soins de santé primaires en Angola MAP La MAP et ITALPRESS renforcent leur coopération médiatique MAP Accra : Début de la 45ème session ordinaire du Conseil exécutif de l’UA avec la participation du Maroc MAP Côte d’Ivoire : appel à une intensification de la lutte contre la criminalité forestière APS Courses hippiques : le président du CNG de Matam passe en revue les difficultés du secteur AIB Bogandé : Les populations réaffirment leur soutien à la Transition et plaident pour plus de sécurité AIB Ganzourgou/Assainissement : La population mobilisée pour une opération de curage de caniveaux à Zorgho AIB Burkina : le gouvernement veut produire de l’engrais à hauteur de 15 milliards FCFA pour améliorer la production agricole

Dia Mundial de Água/”A cobertura atual do serviço básico de água a nível nacional é de 67 por cento”, diz ministro dos Recursos Naturais


  22 Mars      39        Environnement/Eaux/Forêts (6778),

 

Bissau,22 Mar 23(ANG) – O ministro dos Recursos Naturais disse que a cobertura atual do serviços básico de água a nível nacional é de 67 por cento, sendo 88 por cento em áreas urbanas e apenas 55 nas zonas rurais.

Dionísio Cabi que citou dados do 6º Inquérito dos Indicadores Múltiplos de 2019, em mensagem alusiva ao Dia Mundial de Água, que se assinala hoje, disse que 55 por cento dos domicílios utilizam fontes de água potável contaminadas com matéria fecal, sendo 41 por cento em zonas urbanas e 64 em zonas rurais.

O governante referiu que as regiões de menores níveis de acesso à fontes de água melhoradas são as de Tombali, com 39 por cento, Bolama Bijagós, 50 por cento, Biombo, 52 por cento e Oio, com 53 por cento.

Adiantou que estas mesmas regiões têm a maior proporção de fontes de água contaminada com coliformes fecais, todas acima de 70 por cento.

“Nas áreas rurais, o saneamento se resume na construção e utilização de latrinas por forma a evitar a defecação ao céu aberto. O país ainda está abaixo das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável(ODS), com 89 por cento da população com serviços não melhorados e 11 por cento ainda pratica a defecação”, salientou.

Dionísio Cabi disse que ainda destacam-se quatro regiões do país com índices de defecação a céu aberto acima da média nacional para as áreas rurais, nomeadamente Tombali com 19 por cento, Biombo com 20 por cento, Oio com 30 e Bolama Bijagós com 32 por cento.

“No respeitante à higiene, a proporção de membros do agregado familiar que têm acesso à um local com água e sabão para lavar as mãos é de apenas 16 por cento, sendo 22 em áreas urbanas e 13 em zonas rurais”, disse.

O ministro dos Recursos Naturais frisou que, no concernente a melhoria de governação institucional do sector de água e saneamento, uma das prioridades do governo é a atualização dos documentos legais, políticas, e de planificação estratégicas, entre outros.

O Dia Mundial da Água que se comemora este ano sob o lema” Acelerando as Mudanças”, foi adoptado na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento em 1992

Dans la même catégorie