APS MALI-AFRIQUE-MUSIQUE/NECROLOGIE / Décès de Toumani Diabaté, illustre joueur de kora (famille) APS SENEGAL-SANTE / Il faut “réorienter la réponse au VIH”, préconise Maguette Ndoye Ndiaye APS SENEGAL-PECHE-EMIGRATION / Aïssatou Mbodj invite les pêcheurs à rester au Sénégal APS SENEGAL-ECONOMIE-EQUIPEMENTS / Fatou Diouf réitère la volonté de l’État de moderniser la pêche artisanale APS SENEGAL-HYDRAULIQUE -GOUVERNANCE / Distribution de l’eau : l’Etat invité à publier le contrat d’affermage signé avec le Groupe Suez ANP Niger: Présentation au Drapeau de 1010 élèves gardes nationaux de la promotion 2023 MAP Sénégal : Mission multisectorielle du Club Afrique Développement AIP Dr Edouard Fonh-Gbéi, l’ingénieur chevronné de la géoinformation (Portrait) MAP RCA: Les besoins humanitaires aggravés par les conflits dans les pays voisins (ONU) AIP Les acteurs de l’industrie planchent sur les enjeux stratégiques de la souveraineté industrielle

Eliminatória Mundial 2026/ Guiné-Bissau empata em casa (1-1) com Egito na quarta jornada da prova


  11 Juin      10        Sport (13106),

 

Bissau, 12 jun 24 (ANG) – A seleção nacional de futebol da Guiné-Bissau empatou (1-1) com a sua congénere do Egipto numa partida referente a quarta jornada da fase da eliminatória para o Mundial 2026, que decorreu no estádio nacional 24 de setembro, em Bissau.

Com este empate, os Djurtus continuam no segundo lugar do grupo A com seis pontos e a seleção do Egito lidera o grupo com dez pontos, em resultado de três vitorias e um empate.
O golo da turma nacional foi apontado na primeira parte por intermédio de Mama Baldé, aos 42 minutos, após receber o passe de Opa Sangate, na sequência de uma lance de contra-ataque dos Djurtus, enquanto que o tento do Egipto, foi marcado aos 70 minutos por intermédio de Mohamed Salah.

Na primeira parte os pupilos de Luís Boa Morte apresentaram um nível muito competitivo e de maior agressividade em termos de recuperação de bolas no meio campo e na segunda parte teve dificuldades na construção do jogo ofensivo e sentiu a pressão do Egito que acabou por igualar a partida.

Em declarações à imprensa no final do jogo, o técnico dos Djurtus, Luís Boa Morte disse que está satisfeito com o desempenho dos jogadores, mas triste pelo resultado, por não terem conseguido os necessários três pontos almejados.

Salientou que o desempenho técnico e tático dos seus rapazes melhoraram significativamente.

Perguntado sobre o que fez para contrariar o argumento da equipa egípcia, Boa Morte disse que o Egito é uma equipa muito forte e por isso, os Djurtus foram taticamente quase perfeito e conseguiram fazer um golo na primeira parte.

Luís Boa Morte relacionou a dificuldade com que a sua equipa se deparou na segunda parte com os episódios de cansaço dos jogadores, devido a dupla jornada que provocou muito desgaste físico, principalmente no jogo frente a Etiópia.

O ministro da Cultura, Juventude e dos Desportos disse que vê a Guiné-Bissau melhorar jogo à jogo e em condições de continuar na luta por uma vaga na classificação para o Mundial 2026.

Augusto Gomes saudou os jogadores, pelo desempenho, luta e determinação demonstrada dentro do retângulo do jogo.

“Sentimos orgulhoso pela atitude dos jogadores em campo e do trabalho que está sendo feito pela equipa técnica”, afirmou o ministro da Cultura, Juventude e dos Desportos, Augusto Gomes.

Concluída a quarta jornada da prova, o Egipto continua líder do Grupo A, com 10 pontos, seguido da Guiné-Bissau com seis, Burkina Faso na terceira posição com cinco pontos, na quarta posição está a Serra Leoa com cinco pontos, a Etiópia encontra-se na quinta posição com três pontos e o Djibuti no último lugar com apenas um ponto

Dans la même catégorie