MAP Le Rwanda adopte des mesures strictes pour contrer une troisième vague de Covid-19 MAP Le Niger et le Nigeria confrontés à une « crise nutritionnelle majeure » chez les enfants (MSF) MAP Elections en Ethiopie : fermeture des bureaux de vote (Conseil national électoral) MAP Rabat abrite l’exposition « Delacroix, souvenirs d’un voyage au Maroc », une première en Afrique et dans le monde arabe MAP La CAF veut rendre le football africain plus compétitif (Président) APS SÉNOBA : LES POPULATIONS DÉPLORENT LE MANQUE D’EAU ET D’ÉLECTRICITÉ GNA Infant jaundice: what public needs to know and do? GNA Kenyan MP commends Ghana’s COVID testing speed GNA World Refugee Day: Ghana’s refugee population stands at 14,000 GNA 94 per cent of children fear unemployment in future

Exposição « Angola Janga » arranca esta sexta-feira


  26 Juin      23        Arts & Cultures (1647), Arts plastiques (42),

   

Luanda, 26 de Junho (ANGOP) – Uma exposição denominada « Angola Janga » inicia-se esta sexta-feira (28) e prolonga-se até 11 de Agosto próximo, em Luanda, numa iniciativa do Centro Cultural Brasil-Angola e a embaixada do Brasil acreditada em Angola.
O facto foi anunciado terça-feira (25), em conferência de imprensa, pelo embaixador do Brasil acreditado em Angola, Paulino Franco de Carvalho Neto, tendo sublinhado ser a exposição baseada num trabalho de banda desenhada de autoria do cartoonista e professor brasileiro Marcelo D’Salete.
A exposição é parte do prémio mais relevante a nível do Brasil « Jabuti 2018 », na categoria « história em quadrinhos », denominação da banda desenhada no Brasil, ganho pelo cartoonista.
« Angola Janga » ou seja « Pequena Angola » é um símbolo do Quilombo dos Palmares, principal foco de resistência à escravidão no Brasil colonial, formado em fins do século XVI, em Pernambuco.
O Quilombo dos Palmares constituiu, por mais de 100 anos, um « verdadeiro reino africano em terras brasileiras » . A data da morte de Zumbi dos Palmares (20 de Novembro) tornou-se o « Dia Nacional da Consciência Negra ».
O projecto visa fomentar o gosto pela leitura e promover a literatura em língua portuguesa, utilizando a capacidade das bandas desenhadas de contar histórias relevantes de forma lúdica e fácil compreensão ao público e em todas as idades. Por outro lado, visa também fomentar o intercâmbio entre artistas e apreciadores da « nona arte » do Brasil e de Angola.
Segundo o diplomata, a exposição « Angola Janga  » evidencia a contribuição das populações de origem africana para a formação política, económica e sociocultural do Brasil e traz uma reflexão até aos dias actuais.
Anunciou também a deslocação a Angola, na segunda quinzena de Julho próximo, do autor da exposição para participar do evento com uma série de oficinas, palestras e entrevistas.

Dans la même catégorie