MAP Le Maroc dispose du dossier le plus solide pour l’organisation de la CAN-2025 (agence de presse) APS Ziarra Omarienne: Des centaines de fidèles ont participé à la cérémonie officielle APS Babacar Diop annonce sa candidature à la présidentielle de 2024 AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Mode : le sénégalais Mathydy s’installe à Abidjan MAP Tropicale Amissa Bongo: L’Ambassadeur de SM le Roi au Gabon rencontre l’équipe nationale de cyclisme MAP Cyclisme: Le Français Geoffrey Soupe champion de la 16è Tropicale Amissa Bongo AIP Côte d’Ivoire-AIP/Le Québec annonce son appui à la formation et l’insertion des jeunes ivoiriens AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Inauguration du premier bureau régional du ministère de la Réconciliation et de la Cohésion nationale AIP AIP/ La COP-FEA encourage la consolidation de la paix entre la Côte d’Ivoire et le Mali APS Les communes de Kaffrine et Ngniby scellent une convention de financement avec le ministère de la Culture

Governo quer fazer do Sal uma referência nacional na e para a Saúde com suas particularidades próprias


  5 Décembre      2        Santé (14142),

   

Santa Maria, 02 Dez (Inforpress) – O secretário de Estado adjunto da ministra da Saúde, Evandro Monteiro, asseverou hoje, no Sal, que o Governo quer fazer da ilha uma referência nacional na e para a Saúde com suas particularidades e especificidades próprias.
Evandro Monteiro falava no acto de abertura do I congresso do Hospital Regional Ramiro Figueira (HRRF) e I Jornada Científica da Ordem dos Médicos Cabo-Verdianos, a que presidiu, cujo evento decorrerá até sábado, sob o lema “Investir na Saúde, contribuir para um turismo sustentável”.
Segundo o governante, o Hospital Regional Ramiro Figueira tem-se destacado em assumir “esta centralidade”, ganhando novos espaços, novas capacidades e novas valências, progressivamente, e tem sido uma estrutura que “acrescenta valor” ao sistema.
“Tem respondido não só aos desafios crescentes de forma assertiva, mas reforçando-se estrategicamente também para que, de forma sinérgica, se possa potenciar todos os elementos aglutinadores, para aproximar novas especialidades e serviços à ilha, ao serviço da sua população”, frisou, sublinhando que este é o “caminho necessário”, também para se adequar às novas abordagens e respostas em Saúde que se deseja.
Admitindo, por outro lado, que ainda persistem outras várias necessidades, tendo em conta a complexidade do sector e o próprio dinamismo, Evandro Monteiro compreende que é neste sentido que se está a “construir juntos” novos caminhos neste processo.
No caso concreto da ilha do Sal, o governante referiu que, “progressivamente”, tem vindo a ser “estrategicamente reforçada” com mais recursos humanos, passando de quase 60 profissionais no ano de 2015 a mais de 130 em 2021, melhorando a capacidade de diagnóstico nos estabelecimentos com laboratórios modernos e serviços radiológicos de ponta.
“Mas também no reforço da atenção primária construindo, de raiz, uma delegacia de saúde, orgulho e modelo nacional, está em obra o PS de Palmeira, previsto com equipamentos modernos, qualificando consequente as respostas diferenciando-as e de certo modo personalizando-as”, reforçou.
Complementou, ainda que no estabelecimento hospitalar local, está-se a ultimar os estudos técnicos para a requalificação dos serviços do bloco operatório com novos equipamentos, novos serviços de urgência pediátrica, assim como de uma ala de psiquiatria para também responder à problemática da saúde mental na ilha.
“Está-se a desenvolver através de parcerias público-privadas novas estruturas e respostas num contexto de complementaridade necessária a este sector, com reflexo directo na qualidade de vida da população residente, mas que garanta a segurança sanitária necessária de todos que escolham visitar e viver nesta ilha”, enfatizou.
Evandro Monteiro concluiu observando que mesmo em contextos complexos, pandémicos e de conflito armado na Europa, com os reflexos directos e acrescidos, o Governo vem reforçando o sector da Saúde em mais de 25 por cento (%) do seu orçamento para o ano de 2023.
“Mais de dois milhões de contos, mais recursos financeiros para termos mais estruturas com melhor capacidade técnica de diagnóstico assistencial, com mais recursos humanos e na formação especializada, contribuindo com isso, directamente para a melhoria na condição de vida e segurança sanitária dos cabo-verdianos”, concluiu o governante.
SC/HF

Dans la même catégorie