ANP Report au Niger de la date des examens du BEPC, session 2021, au 6 juillet au lieu du 22 juin 2021 APS CORONAVIRUS : CIRCULATION DES VARIANTS, PASTEUR EXHORTE AU ’’RESPECT STRICT DES MESURES BARRIÈRES’’ APS KANEL : MACKY SALL LANCE DES TRAVAUX ET INAUGURE DES INFRASTRUCTURES DE DÉSENCLAVEMENT APS FOYERS AMÉLIORÉS : UN PROJET CIBLE 878 VILLAGES À DIOURBEL NAN WHO says 146m Africans die yearly from tobacco-related diseases NAN FAO reiterates support to FG’s efforts to tackle food insecurity ACP Première aide humanitaire d’urgence de 500.000 euros de la France aux populations sinistrées de Goma ACP 150.000 USD de la Corée pour permettre au PAM de fournir une aide alimentaire aux sinistrés de Goma ACP La VPM Eve Bazaiba prend part au Panel de haut niveau de la 14ème édition des Journées européennes du développement AIP Des échauffourées entre des partisans de Laurent Gbagbo et des contre-manifestants à Yopougon

Instituto do Património Cultural e câmara de Santa Cruz iniciam processo de inventariação de géneros musicais


  24 Février      17        Musique (285),

   

Pedra Badejo, 24 Fev (Inforpress) – O Instituto do Património Cultural (IPC) e a Câmara Municipal de Santa Cruz pretendem montar um centro interpretativo do funaná e, para tal, iniciaram a inventariação deste género musical, mas também do batuco e da tabanca.
A informação foi confirmada hoje à Inforpress pela directora do Património Imaterial, Sandra Mascarenhas, tendo informado que o IPC foi contactado pela autarquia de Santa Cruz no sentido de se fazer o inventário do funaná.
Entretanto, informou, o IPC optou por integrar também o batuco e a tabanca de Salina neste inventário.
Neste sentido, desde do dia 22, os técnicos do IPC estão a ministrar um workshop de inventário de base comunitário das manifestações do Património Cultural Imaterial, tabanca, batuque e funaná, a 20 jovens desta localidade, no sentido de capacitá-los para o trabalho de terreno.
Entretanto, a partir de quinta-feira, 25, esses jovens, conjuntamente com os técnicos do IPC vão estar no terreno a fazer o levantamento das informações sobre essas manifestações.
“Vamos recolher entrevistas e vídeos e depois passar-se-á a uma fase de sistematização dos dados, em que cada detentor terá a sua ficha individual e o seu vídeo e partir daí construímos aquilo que é a ficha das manifestações, do batuco, da tabanca e do funaná”, precisou.
Paralelamente a este processo de inventário, Sandra Mascarenhas adiantou que o IPC trabalha com a edilidade a montagem do Centro Interpretativo do Funaná, que irá situar-se no edifício do Centro Juvenil do Katchás.
Simultaneamente, avançou, as duas partes vão trabalhar no roteiro turístico e no roteiro do funaná para este município do interior de Santiago.
“Seria um roteiro turístico patrimonial, neste caso, porque nós iremos trabalhar os recursos a nível do património imaterial e imóvel também, portanto vão ser amplos os resultados deste processo que nós iniciamos agora e além do inventário e dos catálogos, relativo às manifestações inventariadas, também teremos esse roteiro que será criado”, informou.
Depois de conhecer quem são os detentores, onde estão e o que fazem do funaná no concelho de Santa Cruz, o IPC, segundo a mesma fonte, irá dar continuidade a este processo de inventariação em outros concelhos do País.
Questionado se este processo de inventário vai terminar com a classificação do funaná a património municipal ou nacional, Sandra Mascarenhas informou que essa decisão depende da política do Ministério da Cultura e das comunidades interessadas.
“A gente inventaria para poder conhecer aquilo que nós temos para salvaguardar. Classificar ou não depende da Câmara Municipal de Santa Cruz, se quer classificar o funaná a nível local ou não, e a nível nacional também dependerá de outras nuances”, sublinhou.
Esta acção de formação do inventário de base comunitário das manifestações do Património Cultural Imaterial, tabanca, batuque e funaná, decorre até ao dia 04 de Março.

Dans la même catégorie