GNA Cherish unity as Muslims – Imam urges GNA Excesses by National Security operatives on CitiFM journalists pass for wickedness – Affail Monney GNA KoKMA declares ban on drumming, noisemaking GNA Enforce containerization of transit cargoes– Alhaji Iddisah ACAP Fin du mois de ramadan en Centrafrique ATOP EDUCATION & DIGITAL : LA CAMPAGNE DE SENSIBILISATION A LA CITOYENNETE NUMERIQUE EN MILIEU SCOLAIRE LANCEE ATOP COVID-19/CAMPAGNE VACCINALE : LA DEUXIEME DOSE D’ASTRAZENECA DEMARRE LE 17 MAI PROCHAIN ATOP L’AÏD EL-FITR :LA TRADITIONNELLE GRANDE PRIERE DANS LES PREFECTURES ATOP KLOTO / CAMPAGNE DE REBOISEMENT: LES PAYSANS DE KALAKALA DONNENT LE COUP D’ENVOI AVEC 7000 PLANTS AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Ramadan 2021: Des conducteurs de tricycles exhortés à plus de responsabilité et de sécurité à Anyama

Legislativas 2021/Fogo: “Ilha do Fogo não tem razão para votar MpD no dia 18 de Abril” – Eva Ortet


  14 Avril      14        Politique (16703),

   

São Filipe, 14 Abr (Inforpress) – A ilha do Fogo não tem razão nenhuma para, no dia 18, votar no Movimento para a Democracia (MpD), disse a cabeça-de-lista da candidatura do PAICV pelo círculo eleitoral do Fogo, Eva Ortet.
A candidata a deputada apelou aos eleitores da ilha a votarem no próximo domingo na lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) e na sua líder, Janira Hopffer Almada, para “ajudar a materializar os compromissos” para com a ilha e “resgatar o País”.
Eva Ortet afirmou que o MpD, nos últimos cinco anos, “não deixou marcas” na ilha e que “todos os compromissos assumidos nos mais variados sectores ficaram por concretizar”, tendo o Governo apresentado “como desculpa” a seca e a pandemia.
A cabeça-de-lista disse que ganhando as eleições, o novo governo vai reinvestir em todos os sectores, mas sobretudo nos transportes, porque a ilha é importante nas áreas agrícola e turística e que sem o transporte “é impossível” desenvolver estes sectores.
Segundo a mesma, uma das prioridades é a resolução do problema de transportes, aéreo e marítimo, mas também “investir muito” na agricultura, mobilização de água, na pesca, na saúde, habitação e em todos os sectores de desenvolvimento.
Eva Ortet apelou os eleitores a votarem na líder do PAICV, “não só por ela ser mulher”, mas também porque “é competente e capaz de resgatar” o País.
Por sua vez, Luís Pires, segundo elemento da lista, disse que “praticamente tudo o que existe” na ilha do Fogo “é obra do PAICV”.
Fazendo comparação entre os 15 anos de governação do PAICV com o MpD, Luís Pires indicou que o seu partido construiu três escolas secundárias e um centro de emprego e formação profissional, enquanto o MpD apenas uma escola secundária.
No sector da saúde enumerou que o seu partido edificou um hospital regional e dois centros de saúde, Mosteiros e Cova Figueira, e o MpD nenhuma obra neste sector,
No domínio de estradas asfaltadas, continuou Pires, o PAICV asfaltou quilómetros de estradas e o MpD “nem um milímetro sequer” durante igual período de tempo, além de outros sectores.
Depois de suspender, na terça-feira, as acções de campanha previstas para São Filipe na sequência do falecimento de Mário César, hoje a candidatura do PAICV vai estar nas diversas localidades dos três municípios e tem agendado dois encontros com as populações de Campanas de Baixo e em Santa Filomena para apresentação da lista e plataforma.
Às legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.
PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).
As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

Dans la même catégorie