ANP Le renforcement de la coopération bilatérale au centre des échanges Bazoum- Mattarella APS Le magistrat Serigne Bassirou Guèye nommé président de l’OFNAC ACP La Norvège promet son appui au processus électoral en RDC ACP EPST : élaboration prochaine d’une « Feuille de route bilatérale Education » à Kinshasa ACP Tenue d’un séminaire à Bruxelles sur le processus électoral en RDC ACP SADC/RDC : les agresseurs appelés à cesser tout soutien aux groupes armés ACP RDC- Norvège : 23 millions de couronnes norvégiennes destinés aux jeunes congolais APS La manœuvre nationale « FERLO 2022 » a pris fin à Dodji APS Vers la construction à Bango d’un Centre de formation aux métiers du pétrole à vocation sous régionale (ministre) APS Le Sénégal et le Maroc, seules équipes africaines en huitièmes de finale

Médico realça importância dos cuidados primários na prevenção de doenças do coração


  29 Septembre      4        Santé (13911),

   

Cidade da Praia, 29 Set (Inforpress) – O director do serviço da Cardiologia do hospital Baptista de Sousa realçou hoje a importância dos cuidados primários na prevenção e tratamento de doenças do coração, consideradas como a primeira causa de morte no País.
Em declarações à Inforpress, para falar sobre as doenças cardiovasculares no âmbito do Dia Mundial do Coração que se assinala esta quinta-feira, 29, Fernando Lopes, especialista em cardiologia, afirmou tratar-se de doenças que exigem dectecção precoce, tratamento adequado e atenção a possíveis factores de risco.
“Normalmente, em Cabo Verde, tanto nos serviços do hospital Dr. Agostinho Neto como nos do Baptista de Sousa, faz-se as mesmas técnicas não invasivas para consultas e tratamentos das doenças do coração, assim como a implementação de ‘pacemaker’ nos últimos dois anos”, disse.
Em termos de consultas, Fernando Lopes relata que as várias formas de doença como cardiopatias, arritmias, angina de peito, ou relato de casos na família devem ser investigadas, sendo que no caso de doenças mais graves opta-se pela evacuação para Portugal.
O custo da colocação de ‘pacemaker’ no País, que já soma cerca de trinta, segundo disse, é assumido pelas famílias do doente e custa a volta de 150 mil escudos.
O especialista, que afirma que as doenças de cardiologia são influenciadas por doenças crónicas, sublinhou que o factor de risco assim como o estilo de vida é muito importante para a saúde do coração.
Neste caso, destaca que a presença de factores de risco como a obesidade, tabagismo, rotina sedentária e alcoolismo influenciam e podem aumentar o risco de doenças cardiovasculares.
“O estilo de vida com hábitos saudáveis, actividade física regular, alimentação cuidada, não fumar e moderar o consumo de bebidas alcoólicas nos protege e ajuda a diminuir o risco das doenças cardiovascular”, acrescentou.
Sobre os sintomas em relação aos quais o doente deve estar atento, o cardiologista aponta dores no peito, dispneia, palpitações e outros como desmaio.
Refere ainda que, pelo facto das doenças crónicas liderarem a causa do aparecimento de doenças do coração. é preciso que as pessoas sejam controladas na atenção primária, levando a que os números de casos diminuam.
“A mudança dos hábitos alimentares tem causado muito AVC, pelo que todo o nosso trabalho de prevenção deve incidir nos factores de risco”, frisou, alertando ainda pelo facto de o País estar a viver uma transição epidemiológica, o que implica nos fatores de risco.

De entre as principais doenças do coração, estão as enfermidades hipertensivas, o infarto do miocárdio, o acidente vascular cerebral (AVC) e outras, pelo que visando a redução dos números de casos o especialista orienta sobre os cuidados que devem ser adotados a fim de prevenir e tratar possíveis doenças do coração.
O Dia Mundial do Coração celebra-se a 29 de Setembro e tem como objectivo divulgar os perigos das doenças do coração e prevenir possíveis ataques. A doença cardíaca e o acidente vascular cerebral são as principais causas de morte no mundo, com 17,5 milhões de vidas colhidas por ano e, até 2030, este número deverá aumentar para 23 milhões.
O tema usado este ano para assinalar a data “Use o coração para cada coração” é uma forma da Federação Mundial do Coração mostrar que o Dia Mundial do Coração é uma oportunidade para que todos considerem a melhor forma de usar o coração pela humanidade, pela natureza e por elas próprias.
Globalmente, 1 em 10 pessoas com idades entre 30 e 70 anos morrem prematuramente, vítimas da DCV, incluindo doenças cardíacas e AVC, mas 80% dessas mortes prematuras poderiam ser evitadas.

Dans la même catégorie