GNA President ends Greater Accra tour, commits to complete major projects GNA Breast cancer is not a spiritual disease – Dr Ackon AGP Gueckédou/ Transport : le syndicat préfectoral des taxi-motos à un secrétaire général AGP Conakry/ Environnement : La Gouverneure de Conakry lance la Campagne d’Assainissement à Bambéto AGP Matoto : 150 jeunes filles du CAF reçoivent leurs attestations après 2 ans de formation GNA Dangme Rural Bank’s profit for 2020 dips GNA KNUST alumnus donates one million Ghana cedis to support development projects GNA Wa West Assembly Members reject DCE nominee for second time GNA Young people encouraged to go into herbal plant farming GNA AMA District Citizens Monitoring Committee members evaluate P4H project

Museus sob a gestão do IPC passam a ser visitados através de plataformas virtuais


  8 Avril      15        Technologie (469),

   

Cidade da Praia, 08 Abr (Inforpress) – O Museu do Sal e o Museu Etnográfico da Praia já podem ser visitadas através de plataformas virtuais, adiantou à Inforpress o presidente do Instituto Património Cultural, Jair Fernandes.
Conforme afirmou, nessa altura de estado de emergência, em que as pessoas estão em confinamento para se evitar a propagação do novo coronavírus no País, “nada melhor” do que levar à informação e algum conteúdo às pessoas através dos museus virtuais.
Nesta primeira semana, foram colocados `online´ o Museu do Sal e o Museu Etnográfico da Praia, mas até ao final de semana estará disponível para visita o Museu da Tabanca, em Santa Catarina (Ilha de Santiago), e o Museu do Mar, em São Vicente, isto é, quatro das oitos estruturas sob a gestão do IPC.
Ao disponibilizar os museus ‘online’,  isto permite não só divulgar os conteúdos dos museus para as pessoas que não tem como deslocar-se a esse espaço, como também permite dar aos alunos, no âmbito do programa didático/pedagógico das escolas, acesso aos conteúdos museológicos e a realizarem trabalhos relacionado com os próprios museus, informou.
O IPC pretende continuar com este projecto digital, mesmo depois do período de contingência, para que possam continuar a divulgar os museus do País e a fazer com que estes alcancem o maior número de público possível, precisamente os que estão na Diáspora.
“Sabemos que o marketing digital hoje é um dos maiores mecanismos de passar a informação e de divulgar os conteúdos e isso tem sido aposta do IPC que é alinhar o património e alinhar a preservação e valorização do património as novas tecnologias”, sustentou.
Para aceder aos museus virtais basta entrar no link, https://poly.oogle.com/view/3Yls0kibsTe  ou através do site do IPC.
Para além deste projecto ligado aos museus, o IPC está a desenvolver um outro projecto denominado “Património 360º”, que permite as pessoas fazerem visitas virtuais aos sítios e monumentos.
A ideia é lançar este projecto no dia 18 de Abril, Dia Internacional de Monumentos e Sítios, e a primeira experiência será com o Centro Histórico de Nova Sintra, na ilha da Brava, e, posteriormente, a Igreja Nossa Senhora do Rosário, na Ribeira Grande de Santiago.
“Para além dos monumentos, temos alguns centros históricos classificados patrimónios nacionais que as pessoas à distância de um `click´ conseguem visitar esses centros históricos, conseguem ter informação e conteúdos associados a eles”, informou.
Ajuntou que logo após a conclusão das obras dos edifícios históricos, no âmbito do programa de reabilitação a nível nacional, vão alinhar esses patrimónios as novas tecnologias.
“Não vai ter só a parte visual e tecnológico associado, mas também vamos agregar conteúdos com informação histórica até detalhes arquitectónico construtivo e todo o processo de reabilitação ligado aos sítios históricos”, adiantou.

Dans la même catégorie