AIP Le ministre Laurent Tchagba en Italie à Rome pour la 27ème session du COFO et la 9ème semaine mondiale des forêts AIB Namentenga : Le haut-commissaire constate la dégradation du radié du barrage de Boulsa AIB Burkina/FSP : La douane mobilise plus de 7 milliards FCFA au premier semestre de l’année 2024 MAP Le Nigeria inflige au groupe Meta 220 millions de dollars d’amende pour violations de la protection des données personnelles (communiqué) AIB Burkina/Terrorisme : Le Premier ministre Kyelem charge l’Allemagne et la France MAP Cameroun : deux civils tués par Boko Haram dans l’Extrême-Nord AIB Garango/Religion: Des populations sollicitent les faveurs de la colline sacrée Boulgou AIB Paix et cohésion sociale : Les Sahéliens prennent langue à travers un colloque régional à Dori APS SENEGAL-MONDE-MEDIAS / Forum des médias de Susha : la détection des fausses informations et la lutte contre la désinformation au menu des échanges APS AFRIQUE-MONDE-CLIMAT / COP 29 : plusieurs chefs d’Etat africains attendus à Baku (Ilham Aliyev)

Nações Unidas lança programa WASH virado para algumas escolas de ensino básico do País


  9 Mars      44        Environnement/Eaux/Forêts (6792),

 

Cidade da Praia, 09 Mar (Inforpress) – A Organização das Nações Unidas em Cabo Verde lançou hoje, em São Martinho Grande, o programa WASH nas escolas, no valor de 1.200 contos, visando dar a conhecer às crianças os desafios sobre a água e saneamento.
Segundo a coordenadora do departamento de energia, ambiente e mudanças climáticas do escritório da PNUD, UNICEF e também do programa WASH nas escolas, Celeste Benchimol, este programa surgiu da necessidade de se implementar nas escolas o ensino contínuo sobre o bem-estar através da gestão de água e do saneamento básico que tem como objectivo, informar e sensibilizar as crianças sobre a água e saneamento nas escolas, bem como explicar os desafios do País face às mudanças climáticas.
“A ideia é levar as crianças a ter informações sobre a gestão da água e a importância do saneamento tanto a nível pessoal como a nível das escolas e comunidades sobretudo pelas questões ligadas ao ambiente”, explicou.
Para esta responsável, é a primeira vez que fazem uma iniciativa deste género e estão cientes de que na questão da água e do saneamento não estão a chegar muitas informações às crianças, por isso assegurou que “nunca é demais” estar a reforçar estas questões para eles.
De acordo com a mesma fonte este programa vai englobar cinco escolas nesta primeira fase, mas a ideia é alargar, cada vez mais, actividades destanatureza tanto nas escolas primárias e secundárias como nas universidades, para promover melhor o intercâmbio em relação a água e saneamento porque, justificou, “as crianças devem ter mais acesso a informações deste género”.
“Vamos abranger a escola básica de São Martinho, de Calheta (na ilha do Maio), de João Galego (na Boa Vista), de Chã das Caldeiras (no Fogo) e de Nossa Senhora do Monte (na ilha Brava)”, referiu.
Para a implementação desta iniciativa, conforme Celeste Benchimol, será utilizada a abordagem lúdico-didáctica e de forma dinâmica. Para isso, serão elaborados materiais didácticos e audiovisuais específicos como jogos, livros de pintura, cartazes, material de apoio para as aulas e vídeos animados.
“Estamos a fazer esta sensibilização de uma forma didáctica com jogos e vídeos, de forma a ser interessante para as crianças para que consigam levar essas informações para as famílias também”, elucidou.
Por outro lado, esta responsável afirmou que foram seleccionadas, nesta primeira fase, somente escolas distantes que têm menos acesso às informações porque o impacto vai ser muito mais importante tanto para essas crianças como para a sociedade onde estão inseridos.
Celeste Benchimol aproveitou a oportunidade para pedir a todos os professores e educadores que também se sensibilizem para esta questão “muito importante” para essas crianças, no sentido de terem esta percepção de que um mundo “melhor” depende de cada um.
“É importante que cada um possa dar a sua contribuição, por mais humilde que seja, porque o ambiente é de todos nós e quando estamos num ambiente saudável todos saem a ganhar, pois é uma responsabilidade de todos”, finalizou.

O programa WASH é organizada pelas Nações Unidas em Cabo Verde, através do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria com o Ministério da Educação, e é financiado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF, no âmbito do projecto Mudanças Climáticas e Redução de risco e vulnerabilidade, através de água, saneamento e higiene

Dans la même catégorie