APS MALI-AFRIQUE-MUSIQUE/NECROLOGIE / Décès de Toumani Diabaté, illustre joueur de kora (famille) APS SENEGAL-SANTE / Il faut “réorienter la réponse au VIH”, préconise Maguette Ndoye Ndiaye APS SENEGAL-PECHE-EMIGRATION / Aïssatou Mbodj invite les pêcheurs à rester au Sénégal APS SENEGAL-ECONOMIE-EQUIPEMENTS / Fatou Diouf réitère la volonté de l’État de moderniser la pêche artisanale APS SENEGAL-HYDRAULIQUE -GOUVERNANCE / Distribution de l’eau : l’Etat invité à publier le contrat d’affermage signé avec le Groupe Suez ANP Niger: Présentation au Drapeau de 1010 élèves gardes nationaux de la promotion 2023 MAP Sénégal : Mission multisectorielle du Club Afrique Développement AIP Dr Edouard Fonh-Gbéi, l’ingénieur chevronné de la géoinformation (Portrait) MAP RCA: Les besoins humanitaires aggravés par les conflits dans les pays voisins (ONU) AIP Les acteurs de l’industrie planchent sur les enjeux stratégiques de la souveraineté industrielle

Novo embaixador de Portugal quer reactivar programas de formação no campo da Comunicação Social


  10 Mars      66        communication (163), formation (476),

 

Cidade da Praia, 10 Mar (Inforpress) – O novo embaixador de Portugal em Cabo Verde, Paulo Lourenço, manifestou esta quinta-feira, o desejo de reactivar alguns programas de cooperação no campo de formação em matérias relacionadas com a Comunicação Social e o jornalismo.
O diplomata falava à imprensa, à saída de uma visita ao Presidente da Assembleia Nacional, Austelino Correia, quando questionado acerca da sua deslocação esta manhã às instalações da Agência Cabo-verdiana de Notícias – Inforpress e à delegação da Agência Lusa, localizada no mesmo espaço.
“Não queria estar a antecipar nada sem ter dados concretos para referir. O que posso dizer é que fiz questão de visitar a Agência Cabo-Verdiana de Notícias – Inforpress esta manhã e terei também a oportunidade de visitar outros órgãos de comunicação social, nomeadamente os públicos, porque julgo que esta cooperação é extremamente importante”, afirmou.
Entretanto, relembrou que já houve no passado programas de cooperação, capacitação e de formação que receberam avaliação muito positivas de parte a parte, pelo que é sua intenção procurar reactivar alguns desses programas, nomeadamente de formação, que, conforme afirmou que foi dito, “tiveram o mérito de produzir resultados importantes dos dois lados”.
Paulo Lourenço disse também ter verificado “com muita satisfação” que existe hoje um intercâmbio de colocação de estagiários de jornalismo na Agência Lusa em Lisboa e na Praia.
“Acho que este é o caminho que nós devemos seguir e que aí há um trabalho a fazer e, portanto, não tenha nada de concreto para dizer agora, mas digo que esta é uma área que gostaria que voltasse a ser animada, porque me parece ser extremamente importante”, finalizou.
Diplomata de carreira desde 1995, Paulo Lourenço, que apresentou as suas cartas credenciais ao Presidente José Maria Neves no passado dia 28 de Fevereiro, já desempenhou funções nas embaixadas de Portugal em Luanda, Londres, Sarajevo e Belgrado. Entre 2012 e 2018 foi cônsul-geral em São Paulo.
Paulo Lourenço nasceu em 10 de Março de 1972, em Angola, e desde Fevereiro de 2020 chefiava a Direcção-Geral de Política de Defesa Nacional, funções nas quais negociou o novo programa-quadro de Defesa entre Portugal e Cabo Verde para o período 2022 a 2026.

Dans la même catégorie