AIP La ministre Françoise Remarck s’engage à améliorer les conditions de travail de son personnel AIP Françoise Remarck promet de soutenir les initiatives culturelles pour dynamiser le secteur des arts MAP Niger: une personne tuée et cinq enlevées « par des bandits » près de la Libye (ministère de l’Intérieur) MAP Togo: levée de la suspension des accréditations pour la presse étrangère MAP Liberia : le FAD approuve un financement de 10 millions de dollars pour améliorer la sécurité alimentaire et nutritionnelle MAP La CEDEAO lance officiellement ses programmes de promotion du genre et de l’égalité en Côte d’Ivoire AIP Digitalisation : La CIE primée au B2B digital 2024 pour ses avancées en intelligence artificielle AIP Adama Bictogo reçoit la nouvelle présidente du parlement de la CEDEAO MAP Rwanda: début de la campagne électorale pour la présidentielle et les législatives du 15 juillet MAP Cyclone Gamane: Madagascar a besoin de 124 millions de dollars pour la reconstruction

Religião/Dioceses de Bissau e Bafatá acolhem de 03 à 09 de Junho Xª Conferência de Padres da África Ocidental


  22 Mai      4        Religion (1336),

 

Bissau, 22 Mai 24 (ANG) – As dioceses de Bissau e Bafatá vão acolher entre os próximos dias 3 e 9 de Junho , a Xª Conferência da União Regional dos Padres da África Ocidental , sob o lema :“O papel profético dos padres católicos face a intolerância e extremismo étnico religioso na África Subsariana”.

O anúncio foi feito, hoje, pelo Padre Augusto Mutna Tamba, em conferência de imprensa.
Na conferência serão ministrados cinco paineis:”O papel profético dos padres na promoção da justiça, da verdade e da paz, a imagem dos profetas da bíblia, a sociedade contemporânea face a intolerância étnica e religiosa e como prevenir o extremismo étnico religioso”.

Os desafios dos Estados da África Subsariana, extremismo violento, importância do diálogo entre as religiões do mundo contemporâneo, um olhar sobre mestres fundadores da religiões, a experiência da voz de paz e papel da rádio na prevenção dos conflitos, o exemplo da rádio Sol Mansi, serão outros temas a serem debatidos.

Mutna Tamba sublinhou que a África Subsariana é uma das regiões mais religiosas do mundo, com mais de 80 por cento da população, e diz que a religião é muito importante na vida das pessoas e que é conhecida também pela sua diversidade étnica com diferentes línguas, religiões, músicas, arquitetura, culinária e vestuários.

“Na Guiné-Bissau a diversidade cultural e religioso nunca constituiu uma ameaça à coesão e convivência pacifica, o que faz dos guineenses, um povo pacífico, seguro e tolerante, apesar da instabilidade política, militar e governamental”, disse o pároco..

Referiu que, num passado recente, nos arredores do setor de Bissorã, região de Oio, norte da Guiné-Bissau, houve declarações tristes de um dos recém convertidos ao islão com teor de ameaça à habitantes daquela zona, de que quem decidir abandonar o islão teria consequências graves e que sobretudo seria expulso da aldeia.

“Por outro lado, desencadeou-se em Bissau, um triste e inédito fenómeno nunca visto, com campanha de ataque aos lugares sagrados da religião tradicional africana, que conduziu a resposta da violação, seguida de incêndio da Igreja Evangélica de Mindará”, disse o Padre Augusto Mutna Tamba.

Afirmou que, perante estes “tristes episódios” que diz estarem a evoluir, negativamente, com indícios de intolerância étnico e religiosa e paralelamente com outros fenómenos, a igreja africana promete não ficar em silêncio.

Acrescenta que a igreja católica da África subsariana, preocupada com o evoluir destas e outras situações similares, quer refletir sobre o papel profético dos padres dentro da comunidade dos países da CEDEAO, para, em comum, buscarem um acordo sobre como lutar contra a violência e extremismo étnico ou religioso e promover a justiça, a paz, a união e o desenvolvimento.

A Conferência Episcopal Regional da África Ocidental CEO ou RECOA, foi criada em Yamoussucro, na Costa de Marfim em, 28 de Janeiro 2012, e que os padres dos países da CEDEAO constituíram uma fraternidade denominada a União Regional dos Padres da África Ocidental URPAO, da qual a Guiné-Bissau é membro, e que se reúne anualmente e rotativamente num dos países membros, para refletir sobre processo da evangelização , a situação sócio- político, quer de sub-região quer ao nível mundial.

« A realização desta conferência em África subsariana, em particular na Guiné-Bissau, é aceitar os desafios de viver a verdade, justiça, liberdade, paz, o desenvolvimento, o respeito às instituições”, realçou o padre Augusto Mutna Tambá

Dans la même catégorie