AGP Gabon/Journée nationale du Drapeau : les enfants de ‘’SOS Mwana » honorés par le ministère de la Justice ANP Elaboration du plan national de mise en œuvre des recommandations issues de l’EPU APS L’ARDN et son président honorés par l’association des journalistes noirs-américains AIP An 62: Un opérateur économique soulage des malades à Issia AIP Le tournoi Dominique Ouattara marqué par le “fair-play” à Touba AIP Le député-maire exhorte les jeunes d’Oumé à l’entrepreneuriat pour leur insertion socio-professionnelle AIP Des populations décrient la pollution de leur cadre de vie par les eaux usées d’une huilerie à Korhogo Inforpress Xadrez: Célia Rodriguez é candidata a Mestre Feminina da FIDE Inforpress PR pede “inquérito rigoroso” sobre as circunstâncias da morte do adolescente da Brava Inforpress Portugal: Associação dos Amigos de Santa Cruz aposta em acções sociais e trabalho com jovens – presidente

Santo Antão/Turismo: Operadores defendem a redinamização da Associação do Turismo


  2 Octobre      14        Economie (15506),

   

Porto Novo, 02 Out (Inforpress) – A redinamização da Associação do Turismo de Santo Antão que, desde a sua criação, em 2018, tem estado inactiva, afigura-se entre as principais preocupações dos operadores turísticos, nesta ilha.
Esta inquietação tem vindo a ser manifestada em alguns workshops realizados, ultimamente, em Santo Antão para debater a retoma do turismo na ilha, actividade que, segundo os operadores, “praticamente desapareceu” nós últimos seis meses, nesta região.
Os agentes turísticos têm alertado ainda para a “situação caótica” em que se encontram as unidades turísticas e as empresas que actuam nos diferentes ramos do turismo, as quais correm o risco de fechar as portas.
É o caso das empresas de rent-a-car, que vivem momentos de enormes dificuldades, segundo um dos representantes, Humberto Flor.
A nível das agências de viagens, Sandra Pereira, da Atlantur, confirma que “a situação está caótica” no sector do turismo em Santo Antão, onde as empresas não têm conseguido cumprir os seus compromissos, devido à ausência de actividade turística.

Dans la même catégorie