MAP L’ambassadeur de SM le Roi au Caire présente ses lettres de créance au Président égyptien MAP Kenya: huit corps retrouvés dans une décharge à Nairobi (nouveau bilan) APS AG de la FSF : le comité exécutif va proposer la date du 21 septembre (président) ANP Les leaders Arabes d’Agadez et Tahoua reçus par le Président du CNSP APS Acteurs politiques, société civile et universitaires planchent sur l’intégrité du système électoral APS Zone des Niayes : des producteurs listent les défis et proposent des solutions APS Le président Faye aborde les urgences sociales, la fiscalité, l’emploi, ses rapports avec le Premier ministre, etc APS AVC: un neurologue alerte sur les cas d’hospitalisations de sujets de plus en plus jeunes AIP La lutte contre la déforestation devrait s’inscrire dans un cadre de coopération sud-sud (Le président CESEC) MAP Niger : 22 terroristes « neutralisés » par l’armée dans l’ouest

São Vicente: Zona Económica Especial Marítima passa a ter Balcão Único para facilitar relação com operadores


  4 Juin      12        Economie (21743),

 

Mindelo, 04 Jun (Inforpress) – A Zona Económica Especial Marítima de São Vicente (ZEEM-SV) terá a partir de agora um Balcão Único digital que criará uma “relação directa” e trará “diversas vantagens” para os investidores tanto nacionais, como internacionais.
A garantia foi dada aos jornalistas pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que presidiu ao acto de apresentação do Balcão Único da ZEEM (BUZ) e o respectivo regulamento, num dos hotéis da cidade do Mindelo.
Segundo a mesma fonte, este projecto é importante porque cria uma relação directa através de serviços digitais, e evita o operador andar de serviço em serviço para conseguir fazer uma operação, por exemplo, de licenciamento, de abertura da empresa, operação de criação de condições para a sua instalação.
“Temos um ponto único de entrada e um ponto único de saída na relação com os investidores, isto vai fazer uma diferença muito grande”, advogou Ulisses Correia e Silva, para quem este é um dos projectos “mais abrangentes” criados em Cabo Verde.
Com a sua efectivação, asseverou, vai-se agora acelerar o processo de instalação da ZEEM-SV, criada há cerca de quatro anos para atrair investimentos privados em sectores considerados como prioridades, desde operações portuárias, operações de reparação e construção naval, pescas, turismo ligado ao mar, produção de energias renováveis.
“Eu não tenho dúvidas do caminho que nós estamos a traçar, porque às vezes pode levar mais tempo, mas é preferível fazê-lo bem, e fazê-lo com segurança e garantia. Não iremos criar algo que depois a burocracia mata, e temos muita burocracia em Cabo Verde que estrangula os investimentos”, considerou o primeiro-ministro, “confiante” no avanço que deverá acontecer.
O chefe do Executivo asseverou que já existem empresas interessadas nesse investimento, tanto sediadas em Cabo Verde, como outras no estrangeiro, e vai-se intensificar a fase de promoção, nos diversos mercados, de São Vicente e a sua zona económica especial.
Como um dos engenheiros responsáveis pelo projecto, Hélio Varela admitiu que o BUZ tem “características muito interessantes” por ser a primeira solução em Cabo Verde que é nativa digital.
“Foi desenvolvido a pensar unicamente no investidor externo, que vai entrar do ponto de vista digital e vai poder navegar na administração pública 100% de forma digital, sem papéis, sem documentações manuais, sem ter que se deslocar inclusivamente a Cabo Verde”, explicou.
Através da plataforma pretende-se, conforme a mesma fonte, “desburocratizar, agilizar, integrar as instituições públicas para que haja uma porta única para o investidor”.
O BUZ foi apresentado hoje, no Mindelo, juntamente com parte da sua regulamentação, mas a ideia, de acordo com o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, é o efectivar por fases e este estar totalmente operacional em 2025.

Dans la même catégorie