AIP La ministre Françoise Remarck s’engage à améliorer les conditions de travail de son personnel AIP Françoise Remarck promet de soutenir les initiatives culturelles pour dynamiser le secteur des arts MAP Niger: une personne tuée et cinq enlevées « par des bandits » près de la Libye (ministère de l’Intérieur) MAP Togo: levée de la suspension des accréditations pour la presse étrangère MAP Liberia : le FAD approuve un financement de 10 millions de dollars pour améliorer la sécurité alimentaire et nutritionnelle MAP La CEDEAO lance officiellement ses programmes de promotion du genre et de l’égalité en Côte d’Ivoire AIP Digitalisation : La CIE primée au B2B digital 2024 pour ses avancées en intelligence artificielle AIP Adama Bictogo reçoit la nouvelle présidente du parlement de la CEDEAO MAP Rwanda: début de la campagne électorale pour la présidentielle et les législatives du 15 juillet MAP Cyclone Gamane: Madagascar a besoin de 124 millions de dollars pour la reconstruction

Tarrafal de Santiago: Orçamento e plano de actividades aprovados com votos favoráveis do MpD e contra do PAICV


  18 Décembre      63        Société (45668),

 

Praia, 18 Dez (Inforpress) – O orçamento e o plano de actividades do município do Tarrafal de Santiago para 2020, de aproximadamente 664 mil contos, foram aprovados terça-feira, em sessão ordinária na Assembleia Municipal.

Os diplomas foram aprovados com 10 votos favoráveis do Movimento para Democracia (MpD-partido que gere a câmara) e com votos contra dos sete eleitos do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição).

Em declarações à imprensa, o presidente da Câmara Municipal do Tarrafal, José Pedro Soares, disse que o orçamento para o ano económico de 2020 ronda a volta de 664 mil contos, sendo que só para investimentos serão alocados cerca de 70 a 80 por cento (%), e sem se recorrer a empréstimos bancários.

Conforme explicou, a decisão da edilidade de não recorrer a mais empréstimo, é precisamente para “catapultar” o município para crescimento e desenvolvimento e ainda para que possa melhorar a sua performance no ‘ranking’ nacional.

“Este orçamento é ambicioso, vai reforçar a parceria com o Governo, que estriba muito na urbanização e requalificação, empreendedorismo, projectos sociais estruturantes para famílias do município”, declarou o autarca.

Destacou ainda a criação da Policia Municipal a ser implementada a partir do próximo ano, reconstrução da orla marítima, rua pedonal, Centro de Emprego e Formação Profissional do Tarrafal a ser erigido no ex-Centro de Saúde e desencravamento da estrada de Fazenda.

Ademais, acrescentou que este documento vai directamente para as pessoas, para o emprego e empreendedorismo, e ainda para melhorar as condições de vida de todos os tarrafalenses.

Já o líder da bancada do PAICV, Ronaldo Cardoso, disse que a sua bancada votou contra, por entender que assim como os demais orçamentos, neste quarto e último mandato 2016-2020, não foram introduzidos os compromissos eleitorais assumidos pelo MpD em 2016.

Aliás, afirmou que cerca de 80 % dos compromissos assumidos por esta equipa camarária não foram cumpridos, razão que o leva a assegurar que a população que escolheu MpD para governar se sente “enganada”.

De entre as promessas não cumpridas, a título de exemplo, apontou o estudo do aeródromo, portos de águas profundas, criação de vários sistemas de apoios a pescadores, criação de pequenas indústrias, sobretudo agrícolas na zona do Colonato, visando o aumento de água de rega disponível.

Por outro lado, considerou de “grave” o facto de no orçamento constar mais despesas do que receitas, sublinhando que por este motivo o município vai principiar o ano 2020 com um “défice muito elevado”.

Por sua vez, o líder da bancada do MpD, Marcelo Correia, disse que tendo em conta que o município se encontrar processo de transformação, tem que ter um instrumento capaz de permitir essa transformação, daí o voto favorável do seu partido.

De uma forma geral, afirmou que esses dois instrumentos dão cobertura às diferentes metas do concelho, tendo em conta que cerca de 70 % do “bolo orçamental” estar virado para investimentos, que, esclareceu, vão além do “betão”.

Referiu que são investimentos nas pessoas, na inclusão e em “obras estruturantes”, que na sua perspectiva, poderão alavancar Tarrafal em direcção ao turismo, tanto almejado quer pelos tarrafalenses quer pelos cabo-verdianos de uma forma geral.

Dans la même catégorie